Publicidade
Manaus
Manaus

No Dia Mundial em Memória às Vítimas de trânsito, Manaus reflete sobre dados alarmantes

Só na capital, do dia 1° de janeiro até 13 de novembro deste ano, foram registradas 205 mortes em acidentes de trânsito. Os números são expressivos, mas 9,29% menores do que os registrados no mesmo período do ano passado 14/11/2015 às 10:43
Show 1
Em março de 2014 aconteceu um dos piores acidentes de Manaus, quando um micro-ônibus e uma caçamba se chocaram
Isabelle Valois ---

A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu, em 2005 que, em todo terceiro domingo de novembro - no caso, amanhã - será celebrado o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito. Dez anos após a instituição do Dia Mundial em Memórias às Vítimas de Trânsito, o Brasil abraçou a causa, com ações e iniciativas sociais em diversas cidades brasileiras, e em Manaus não poderia ser diferente.

Só na capital, do dia 1° de janeiro até 13 de novembro deste ano, foram registradas 205 mortes em acidentes de trânsito. Os números são expressivos, mas 9,29% menores do que os registrados no mesmo período do ano passado, quando foram registradas 226 mortes.

No Brasil, as mortes chegam a 45 mil por ano, de acordo com dados do Ministério da Saúde, índice que nos coloca no quinto lugar do ranking mundial de mortes por acidentes de trânsito.

Para tentar mudar esse quadro, o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito procura conscientizar os condutores e alertar sobre o perigo da condução irresposável. Nesta data são homenageadas pessoas que morreram em decorrência das fatalidades do trânsito, um momento dedicado a familiares, amigos e todos aqueles que sofrem com a perda de alguém após uma tragédia.

Desde 2010, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) realiza ações no Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito. Este ano, o instituto realizará a ação amanhã, às 17h, no Parque dos Bilhares, localizado na avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul.

A programação inclui apresentação de vídeos produzidos por estudantes da rede pública sobre a faixa de pedestres, show com um repertório exclusivo de músicas relacionadas à segurança no trânsito, apresentação da banda da Polícia Militar do Amazonas, além de distribuição de mudas de plantas para as pessoas que forem prestigiar o evento.

Epidemia

Os relatórios da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre as mortes decorrentes de acidentes apontam que a violência no trânsito pode ser um problema de saúde pública, com proporções epidêmicas. Conforme os dados da OMS, uma média de 1,25 milhão de pessoas morrem todos os anos no mundo, em decorrência de acidentes de trânsito.

Na avaliação da OMS, é necessário desenvolver ações de prevenção da violência no trânsito de forma emergencial, principalmente nos países onde os índices de mortalidades são elevados.

Tragédia na avenida Djalma Batista

No dia 28 de março do ano passado, 16 pessoas morreram após a colisão entre um micro-ônibus e uma carreta, no complexo viário em frente à Universidade Paulista (Unip), na avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul.

O micro-ônibus estava lotado quando o motorista do veículo pesado, em alta velocidade e sob efeito de álcool e cocaína, perdeu o controle do veículo, invadiu a pista oposta e colidiu de frente com o coletivo da linha 825.

O acidente provocou a morte de 15 pessoas - uma delas grávida - e deixou dezenas de feridos, muitos com sequelas até hoje.

Neste ano, no dia em que o acidente completou um ano, familiares, amigos, sobreviventes e membros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) depositaram flores e acenderam velas no local do acidente para lembrar as vítimas.

Em números

9,29%foi quanto reduziu o índice de vítimas fatais de acidentes de trânsito em Manaus, entre os meses de janeiro a novembro de 2014 e 2015. Os dados foram confirmados pelo Instituto de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans).


Publicidade
Publicidade