Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
MEDO

Moradores do Japiim temem desabamento de postes de iluminação pública

Em uma única rua do bairro, seis postes de madeira estão com suas estruturas bastante comprometidas



xwsdcc_B32D9F49-E707-44BC-AE50-BBC60DAD08F7.JPG Postes que se encontram com interior oco podem cair a qualquer momento. Foto: Euzivaldo Queiroz
10/11/2018 às 02:29

Mantido sustentado por várias tábuas, improvisação feita pelos próprios moradores, um dos seis postes de madeira existentes na rua Araci localizada no bairro Japiim, zona Sul de Manaus, está prestes a cair a qualquer momento. Conforme quem mora na localidade a situação dos postes é antiga, compromete a distribuição de energia e ainda, quando chove, a preocupação é maior.

“Já acionamos a Eletrobras, temos o protocolo, o fiscal avaliou a situação e não temos retorno. Temos um poste que está caindo; outro a dona da casa até pregou uma tábua para não virar em cima da casa dela. Deu o temporal, ele quase virou”, disse Nizete Silva, que é moradora daquela área da capital amazonense há 30 anos.



O aposentado Edilson Souza, de 60 anos mora ao lado do poste mais precário. “Falam que em 15 dias vão vir aqui e até agora nada. Estamos nesse sufoco e quando cair, aí é que o pessoal vai aparecer. Está perigoso! Veio uma pessoa dizendo que é coisa de 15 dias mas até o momento estamos aguardando”, comenta o sexagenário.

Já outra moradora relata que o desespero da vizinhança é quando chove. “Está um perigo mesmo; na última quarta-feira , dia 7, começou a chover e a ventar. Pensei que o poste ia cair em cima da minha casa. Como eu tenho pressão alta e diabetes, quase eu passo mal. Ele só não caiu por que a minha filha pediu para vizinha colocar mais uma tábua para apoiar senão tinha caído. Fiscal vem, preenche um papel, mas não volta”, conta a dona de casa Rosenete da Costa, de 51 anos, que  mora com a filha, genro e dois netos.

Outro lado

A Eletrobras Distribuição Amazonas informou, por meio de nota, que a solicitação já estava na programação para providências. “Serão substituídos os seis postes de madeira por postes de fibra e seis vãos de rede baixa tensão”.

Ainda de acordo com o órgão, há de várias ligações clandestinas na área. “Reforçamos que o local não permite o acesso de caminhão. A logística para que os postes cheguem até o local e as ligações clandestinas sejam retiradas, está em fase final de planejamento. Em até 15 dias os postes serão trocados”, finaliza o informe.

Significado

Os postes em questão são tocos de madeira - que podem ser também de cimento, ferro ou aço - em formato cilíndrico ou quadrado, que sustenta linhas de transmissão de energia elétrica ou de telecomunicações, que por sua vez alimentam os espaços residenciais, comerciais, industriais, comerciais e industriais. 

São encontrados nas ruas e sua utilidade escondida é prevenir que os fios sofram curto-circuito, e proteger a superfície da rua da inconveniência de cabos e fios. Também podem suportar lâmpadas para fornecer iluminação pública.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.