Quarta-feira, 24 de Julho de 2019
Trânsito

Nova ‘Faixa Azul’ começa a ser implantada, mas motoristas reclamam da medida

Para muitos condutores, a nova "faixa azul", que começou a ser implantada esta semana, vai trazer mais congestionamentos para um dos principais corredores viários da capital, a avenida Torquato Tapajós



faixa_azul.JPG A implantação da “faixa azul” deve ficar pronta em 20 dias, pois além da pintura da faixa azul em ambos os lados da via. (Márcio Silva)
25/05/2016 às 20:28

A pintura de uma faixa exclusiva para ônibus na avenida Torquato Tapajós, na Zona Norte, não agradou a muitos  motoristas que circulam pelo local. Para ele, a nova faixa azul, que começou a ser implantada na última terça-feira (24), vai trazer mais congestionamentos para um dos principais corredores viários da capital. 

O motorista Felipe Nery Botelho, 56,  reclama que mesmo sem a faixa exclusiva, a Torquato Tapajós fica “parada” em horários de pico. “A tendência vai ser piorar com a faixa azul porque os ônibus vão continuar ocupando tanto a faixa da direita quanto da esquerda. No horários de pico o trânsito fica parado aqui. Não gostei dessa ideia”, disse Felipe Botelho. 

De acordo com a Superintendência de Transportes Urbanos (SMTU), a intervenção é necessária, uma vez que o transporte público é a prioridade. A implantação deve ficar pronta em 20 dias, pois além da pintura da faixa azul em ambos os lados da via, também serão implantadas faixas de pedestres nas plataformas, placas de regulamentação de velocidade e de normas de circulação. 

Depois disso, os motoristas terão  um prazo de 30 dias para se adaptar a mudança e somente após esse prazo é que haverá fiscalização da restrição. 

Além dos ônibus coletivos, podem utilizar a faixa exclusiva, táxis, veículos de transporte especial, veículos de transporte escolar, veículos de transporte de tropa e equipamentos bélicos das Forças Armadas, e veículos de remoção (guinchos), conforme regulamentação publicada no Diário Oficial do Município (DOM), em fevereiro deste ano. 

O superintendente da SMTU, Pedro Carvalho, afirmou que as faixas exclusivas podem ser implantadas em outras avenidas da cidade, mas destacou que isso depende de estudos de viabilidade. 
“A nossa missão é melhorar o qualidade do transporte público e quem anda de carro particular tem a opção de mudar de caminho ou horário”, defende. 

Fiscalização

Enquanto a faixa exclusiva na Torquato Tapajós está em fase de implantação, nas avenidas onde a exclusividade já existe, os motoristas seguem respeitando a sinalização, como nas avenidas Constantino Nery, Mário Ypiranga, Umberto Calderaro, ambas na Zona Centro-Sul, e Max Teixeira e Noel Nutels, no bairro Cidade Nova, na Zona Norte.

Segundo o Manaustrans, as fiscalizações são feitas diariamente, mas por enquanto, a notificação com multa só acontece nas avenidas Constantino Nery e Mário Ypiranga. Nas demais avenidas, a notificação deve começar a valer assim que a faixa da Torquato Tapajós começar a funcionar.

Melhor atendimento

A nova faixa vai proporcionar melhor atendimento aos usuários, segundo a SMTU, do transporte coletivo e interligar o centro da cidade ao Terminal Integrado de Passageiro (T3), na zona Norte, pelas avenidas Constantino Nery (já sinalizada), Torquato Tapajós, Max Teixeira e Noel Nutels.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.