Publicidade
Manaus
'TERRA NOSTRA'

Nova invasão surge em ramal na Zona Rural de Manaus, na BR-174

A polícia recebeu denúncia de que no local havia invasores fazendo desmatamento, queimadas e invadindo propriedades de moradores antigos e que havia homens armados durante a ação 30/04/2016 às 07:40 - Atualizado em 30/04/2016 às 11:07
Show hfgfhfhfghgfhfgh
Manaus captada pelas lentes de satélite em imagem do Google
acritica.com Manaus (AM)

Uma nova invasão está surgindo, desta vez na Zona Rural de Manaus, no ramal da ZF5, localizada no km 83 da BR-174. Os invasores chamam o local de “Terra Nostra’. Moradores que residem ao longo da ZF5 apontam como um dos líderes da invasão Ismael Oliveira, que já responde processos na Justiça por invasão de terras em Manaus e chegou a ser preso várias vezes. Ele, em 2011, foi apontado também como um dos líderes da invasão José de Alencar, ação que causou uma grande devastação na área do Tarumã, Zona Oeste.

A polícia recebeu denúncia de que no local havia invasores fazendo desmatamento, queimadas e invadindo propriedades de moradores antigos e que havia homens armados durante a ação. Policiais do 20º Distrito integrado de Polícia (DIP), comandados pelo delegado André Sena, foram ao local . De acordo com Sena, ele encontrou dois homens que estavam derrubando árvores no local usando moto serra.

Ao serem interrogados e se tinham autorização para fazer a derrubada, estes disseram que não. Os dois homens foram detidos, os equipamentos apreendidos e levados para a delegacia, onde foram autuados e depois de ouvidos foram liberados. Um dos homens se apresentou como sendo o pastor João Amorim, 45. Ontem, Ismael afirmou que é o presidente da Cooperativa dos Assentados do Amazonas (Cooperam) no ramal ZF5.

Na última quinta-feira, aproximadamente 50 homens invadiram a localidade armados com fuzis e mascarados, dizendo ser da polícia. Eles  derrubaram as casas de alguns assentados, tomaram conta do galpão da cooperativa onde fica estocado a alimentação dos homens que estão trabalhando na pavimentação da estrada e onde funciona a cozinha. Os homens levaram presos e algemados cinco pessoas, entre elas o pastor.

Ismael (na foto abaixo de chapéu e ao telefone) disse que a cooperativa  está trabalhando na recuperação do ramal ZF5, fazendo a pavimentação e isto está levando pessoas interessadas a ocupar grandes áreas de terras no local.

Ele também acrescentou que conseguiu máquinas para fazer a terraplenagem e o diesel ele está conseguindo com os assentados. Cada um está colaborando com 25 a 100 litros de diesel. “Nós temos alguns projetos para este ano que vai melhorar a vida dos agricultores”, finalizou.

Há informações que está surgindo outra invasão no ramal do Paricatuba, município de Iranduba, onde há um suposto líder que está fazendo a doação de terras e incentivando as pessoas  a desmatarem grandes áreas verdes, destinadas pelo Incra à preservação ambiental.

Publicidade
Publicidade