Domingo, 22 de Setembro de 2019
Manaus

Nova tarifa: Usuários de ônibus são enganados por falta de troco

Teve quem pagou R$ 3 sem saber de nova medida que reduziu o valor da tarifa para R$ 2,90. População reclama da falta de avisos em cartazes



1.gif Usuários desconhecem a ‘Lei do Troco’, que obriga as empresas disponibilizarem dinheiro aos cobradores a cada jornada de trabalho
11/06/2013 às 10:31

No primeiro dia com o novo valor de R$ 2,90 na passagem de ônibus em Manaus, a população se mostrou insatisfeita pelo não pagamento do troco de R$ 0,10 e ainda reclamou da falta de informativos visíveis nos coletivos que deveriam orientar os usuários sobre a redução decretada na última sexta-feira pelo prefeito Artur Virgílio Neto.

O autônomo João Francisco, 38, saiu de casa, no bairro São José, Zona Leste, por volta das 7h e pegou a linha 678 (T4/T5/Ponta Negra) para ir até à Fundação Centro de Controle de Oncologia (Cecon), no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste. Ao passar na catraca, o trabalhador não foi informado sobre o novo valor da passagem e ele não sabia sobre a correção. A mesma coisa aconteceu quando precisou pegar o segundo ônibus para ir até o Centro.

“Paguei duas passagens, uma para ir até o Cecon e outra para vir para o Centro e em nenhuma das viagens o cobrador me avisou sobre o novo preço. Eu estou sem televisão e também não li o jornal e, por isso, não sabia do novo preço. Paguei R$ 3 e nem questionei. Agora vou pegar outro ônibus para retornar para casa e vou levar novamente o mesmo valor, quero ver se vão me dar o troco. Sinceramente prefiro pagar os R$ 3 a ter que brigar por R$ 0,10”, declarou.

Mais bem informada, a dona de casa Maria Clara, 49, exigiu o troco no ônibus que pega todos os dias no bairro da Cidade Nova para ir ao trabalho, no Centro. “Eu já sabia do reajuste e exigi o meu troco. A cobradora da linha do 440 deu o dinheiro certinho, mas se não tivesse dado eu ia brigar para ter o meu direito. Outra coisa que pude notar nos ônibus é a falta dos cartazes discriminando o novo valor com uma tarja vermelha, comum quando aumentam a passagem e hoje não vi nada. Só querem colocar quando aumentar, assim apenas favorece os interesses dos empresários”, relatou.

Cobrador x usuários

Após a diminuição do valor da passagem, os cobradores argumentam sobre a dificuldade de se passar o troco devido à escassez de moedas disponibilizadas para o pagamento dessa diferença. Os usuários questionam o ‘fazer valer’ do decreto assinado na última sexta-feira, depois de estudos na planilha de custos tendo em vista a redução do Pis e Cofins, pelo Governo Federal, o determinou a diminuição do valor da passagem.

Sinetram 

De acordo com o assessor jurídico do Sindicato das Empresas de Transporte de Manaus (Sinetram), Fernando Borges, nesta semana as empresas devem disponibilizar moedas aos cobradores dos coletivos em virtude da redução no valor da passagem de ônibus. Ainda segundo ele, os empresários do transporte entraram em contato com agências bancárias para conseguirem essas moedas e justificou dizendo que o decreto foi assinado na sexta-feira, último dia útil antes do fim de semana, impossibilitando essa transação com os bancos que estavam fechados.

Questionado sobre a falta de avisos que deveriam estar fixados nos ônibus com o novo valor da passagem visível aos passageiros, Fernando informou que vai verificar o porquê de os empresários não terem colocado os informativos e que será feito uma fiscalização.

Lei do troco

A maioria dos usuários do transporte coletivo municipal desconhece o direito conquistado por meio da aprovação da lei conhecida popularmente como ‘Lei do Troco’, no dia 3 de maio de 2011, que tornou obrigatório que as empresas do setor providenciem e disponibilizem aos cobradores o dinheiro que servirá de troco no inicio de cada jornada de trabalho.

O artigo 257 da Lei Orgânica do Município define que são direitos dos usuários de transporte coletivo: receber o troco integral quando efetuar o pagamento com moeda mais próxima de 5 vezes o valor da passagem inteira, sendo o passageiro transportado gratuitamente em caso de inexistência do troco integral.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.