Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020
CRISE

Nova tentativa de leiloar Tropical Hotel é vista com pessimismo

Lance inicial é baixo, mas crise no setor, dívidas e a necessidade de reformas afastam os possíveis compradores do negócio



40589D45-C641-47C3-BD16-87B0CE1BEBE2_582D8FA9-772D-4B25-B605-C5D9A4B0773D.jpeg
27/10/2020 às 09:03

A crise no setor de turismo pode dificultar mais uma tentativa para leiloar o Tropical Hotel.  O certame está previsto para o dia 11 de novembro e será transmitido ao vivo por meio do site www.rymerleiloes.com.brem. Porém, expectativa para encontrar um comprador a pandemia da Covid-19 é negativa, segundo a empresa administradora da massa falida, Marcello Macêdo Advogados.


No edital divulgado pela Rymer Leilões, constam duas formas de arremate. A primeira sessão será para o lance mínimo de R$ 182 milhões, caso não haja interessados o leilão deve seguir para a segunda fase onde vencerá o concorrente que ofertar um valor igual ou superior a R$ 91 milhões, correspondente a 50% do valor total avaliado no imóvel.




O hotel já passou por duas tentativas de venda por meio de pregões, o primeiro ocorreu no dia 16 de dezembro no ano passado. Quem arrematou o lote foi a empresa amazonense 'Nyata - Soluções em Pagamentos' com um lance de R$ 120 milhões, porém o pagamento de R$ 6 milhões, caução de 5% sobre o valor do hotel, não foi efetuado.
Na segunda tentativa, no dia 11 de fevereiro deste ano, o maior lance foi do empresário Otacílio Soares de Lima, que não pagou o valor proposto de R$ 260 milhões. Mais duas empresas participaram do leilão, a Nyata Serviços Financeiros Ltda em parceria com a Agropecuária Brilhante Ltda, que também não efetuaram o pagamento do valor acordado.


Esse quadro deve se repetir na última tentativa para leiloar o empreendimento, segundo o advogado, Pedro Cardoso, que representa o administrador judicial das massas falidas, devido à crise no setor do turismo e os reflexos da pandemia na economia mundial. 


Ele afirma que o maior problema não é o valor das dívidas, mas sim os gastos com a reforma e o investimento para o início das operações, e diz que a esperança é o interesse de um comprador estrangeiro, embora ainda não tenham concorrentes anunciados pela administradora do leilão. 

“A única expectativa nossa é talvez aparecer um investidor estrangeiro, por conta da alta do dólar e do Euro possa aparecer alguém lá de fora, mas até agora ninguém procurou”, esclareceu o advogado.
O Tropical está fechado desde maio de 2019 e está avaliado no valor de R$ 182,1 milhões e conta hoje com mais de 600 quartos em sua estrutura horizontal, que poderiam receber até 1800 pessoas.

News giovanna 9abef9e4 902c 428b a7c8 c97314664fb7
Repórter
Repórter de A CRÍTICA. Sempre em busca de novos aprendizados que somente uma boa história pode trazer.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.