Publicidade
Manaus
Manaus

Novas técnicas de reprodução e atendimento diferenciado a adolescentes são temas no ‘Outubro Médico’

As palestras que integram a programação da semana científica segues até a próxima sexta-feira (18), no auditório do Conselho Regional de Medicina do Amazonas 14/10/2013 às 21:33
Show 1
Biólogo Philip Wolf, mestre em bioquímica e biologia molecular, doutor em ciências biomédicas
acritica.com* Manaus (AM)

O Conselho Regional de Medicina do Amazonas (CRM/AM) deu início, na noite desta segunda-feira (14), à semana científica “Outubro Médico”, com palestras que abordaram temas como a fertilidade humana e o acompanhamento médico a pacientes que estão na adolescência.  A série de palestras que integram a programação do evento segue até sexta-feira (18), no auditório do CRM/AM, localizado na rua Senador Raimundo Parente, bairro Flores, Zona Oeste de Manaus, com início sempre a partir das 19h.

Na noite desta segunda, o biólogo Philip Wolf mostrou metodologias empregadas para preservar a fertilidade humana. Com 15 anos de experiência na área de embriologia e reprodução humana, ele afirma que, atualmenente, entre 15% a 20% dos casais brasileiros têm dificuldade para engravidar.

“A reprodução humana, na área assistencial e de pesquisa, vem trazendo enormes benefícios e repercussões socioeconômicas muito importantes para a sociedade. Hoje as mulhares deixam para engravidar cada vez mais tarde. Temos, na população em geral, de 15% a 20% de casais com dificuldade para engravidar”, disse.

“Estamos trazendo uma série de tecnologias para o Amazonas que já são feitas no mundo inteiro de modo a apresentar soluções para esse problema”, acrescentou Philip Wolf. Segundo ele, é possível devolver a capacidade de reprodução mesmo a pacientes oncológicos.

A médica pediatra Sandra Mendes Magalhães, segunda a ministrar palestra na noite, apresentou aos particpantes do evento métodos de abordagens a pacientes adolescentes. “A abordagem ao adolescente, dentro da pediatria,  seja no consultório ou posto de saúde, é diferenciada e precisa de especialização. Adolescentes precisam ser atendidos, e bem atendidos”, sugeriu. 

Para o presidente do CRM/AM, José Bernardes Sobrinho, o “Outubro Médico” é a oportunidade dos profissinais e alunos da área se reciclarem. “O médico tem que se reciclar periodicamente. Existe uma evolução muito rápida da Medicina. O que se fazia há dez anos hoje já não se faz. Então, é preciso se manter atualizado constantemente. E uma das formas de você se manter atualizado é participar de eventos como o Outubro Médico”, sustentou José Bernardes.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade