Publicidade
Manaus
SURTO

Nove meses após 1ª notificação, Amazonas registra 11,2 mil suspeitas de sarampo

Do total de casos suspeitos, cerca de 82% foram confirmados. Segundo a FVS-AM, 48 municípios foram atingidos pela doença 06/12/2018 às 17:45
Show sarampo am 96e4bf34 a301 4097 9cc8 8fdf5c966f18
Foto: Reprodução/Internet
acritica.com Manaus (AM)

Nove meses após a primeira notificação, o Amazonas já registrou 11.258 casos suspeitos de Sarampo. Os dados foram divulgados pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) nesta quinta-feira (6).

Segundo a FVS-AM, as suspeitas foram registradas em 52 municípios. A maioria dos casos notificados, 9.724 (86,3%), se concentra em Manaus. Logo em seguida vem Manacapuru, com 1.041 (9,24%), Itacoatiara, com 260 (2,30%), Iranduba, com 132 (1,17%), Coari, com 121 (1,07%) e Parintins, com 111 (0,98%).

No dia 7 de março deste ano, equipe de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou que estava investigando dois casos suspeitos de sarampo em Manaus. Duas crianças do sexo feminino – uma de sete meses e outra de um ano de idade – que não possuíam vínculo eram as pacientes.

Os casos confirmados, no balanço geral, são provenientes de 48 municípios, sendo 7.966 de Manaus, 955 de Manacapuru, 141 de Itacoatiara, 83 de Iranduba, 97 de Coari e 53 de Parintins. Manaus é responsável por 81,9% das confirmações de sarampo, e segue com 22 casos em investigação. Na última semana, apenas dois casos foram notificados – um de Manaus e outro de Novo Airão.

Até o momento, foram registrados seis óbitos relacionados ao sarampo no Amazonas, sendo três residentes em Manaus, dois em Autazes e um em Manacapuru. Quatro foram registrados em menores de um ano de idade, um em adulto na faixa etária de 40 a 49 anos, e um em adulto maior de 50 anos.

De acordo com a FVS-AM, entre 1º e 28 de novembro foram notificados 60 casos da doença no Estado, contra 366 no mesmo período, em outubro, ou seja, uma redução de 83,6%.

Publicidade
Publicidade