Publicidade
Manaus
POLÍTICA

Nove políticos do AM não conseguem se reeleger como parlamentares; veja nomes

Na Assembleia Legislativa, cinco deputados que tentavam renovar mandato não foram reeleitos. Mesma situação atingiu quatro parlamentares em Brasília. Veja os nomes 08/10/2018 às 11:34 - Atualizado em 08/10/2018 às 14:46
Show 1539010161832523 19f88b97 3e1d 41e6 9136 4e9bc51e0f75
Foto: Arquivo A Crítica
acritica.com Manaus (AM)

Cinco deputados estaduais, três federais e um senador não conseguiram se reeleger no Amazonas nestas eleições 2018. Na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), os parlamentares foram renovados em 50% para os próximos quatro anos.

Na ALE-AM, não foram reeleitos Wanderlley Dallas (Solidariedade), Platiny Soares (PSB), Sabá Reis (PR), Dr. Vicente (PV) e Mário Bastos (PSD). Este último estava como suplente de Bosco Saraiva (Solidariedade), que deixou o cargo para ser vice-governador. 

Abdala Fraxe (Podemos), apesar de ter conseguido a quantidade necessária de votos válidos para o cargo de deputado estadual no Amazonas, ainda aguarda resultado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o registro de candidatura dele, que foi barrado.

Na Câmara dos Deputados, Pauderney Avelino (DEM), Conceição Sampaio (PP) e Gedeão Amorim (MDB) concorriam por mais um mandato, mas não alcançaram os votos necessários. Gedeão Amorim era suplente de Sabino Castelo Branco (PTB), afastado por problemas de saúde.

Para o Senado, Vanessa Grazziotin (PC do B) não foi reeleita. A vaga será ocupada pelo vereador de Manaus Plínio Valério (PSDB) – a outra cadeira será de Eduardo Braga (MDB), que conseguiu se reeleger.

Já os deputados federais Alfredo Nascimento (PR) e Hissa Abrahão (PDT), que concorriam à vaga no Senado e perderam, vão passar os próximos quatro anos fora do parlamento. Assim como o deputado federal Arthur Bisneto (PSDB), que disputava como vice na chapa de Omar Aziz (PSD) ao Governo do Amazonas e também perdeu.

Publicidade
Publicidade