Quarta-feira, 14 de Abril de 2021
DECRETO ESTADUAL

Novo decreto libera aulas da rede privada para crianças de até 5 anos e música ao vivo em restaurantes

Entre as mudanças está a liberação do transporte intermunicipal; a ampliação do funcionamento das academias até 16h. Confira detalhes do que está liberado no AM



decreto_E972A449-DF25-4CEC-993A-CA8AC2739DB6.JPG Foto: Reprodução
05/03/2021 às 14:11

O retorno das aulas presenciais do ensino infantil está permitido a partir desta segunda-feira (8) apenas para crianças de até 5 anos, caso as escolas particulares decidam pelo retorno. A medida que tem validade de 15 dias, foi informada pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, na manhã desta sexta-feira (5) durante coletiva de imprensa sobre atualizações do decreto de restrição no estado.

Segundo Wilson Lima, o retorno é facultativo, as escolas particulares que optarem pelo retorno juntamente com o sindicato, devem se atentar aos cuidados e protocolos sanitários exigidos.



"O retorno é facultativo, caso as escolas particulares decidam por voltar, devem contactar seus sindicatos para que possam estar informadas de quais cuidados devem ser obedecidos para que haja o retorno consciente, como testagem dos professores, distanciamento social, uso de máscara, disponibilizaçao de alcool em gel, por exemplo", destacou.

Outras permissões

Além disso, o governador diminuiu o intervalo da restrição de circulação de pessoas para 21h às 6h. Os supermercados, mercadinhos e lojas de conviniência poderão funcionar das 6h às 20h. O comércio em geral funcionará de segunda à sábado, das 9h às 17h. Lojas de som e similiares abrirão de segunda à sexta, das 9h às 17h.

Os restaurantes e lanchonetes funcionarão de segunda à sabado, de 6h às 20h; com delivery de 24h e drive-thru de 6h às 20h. Entretanto, o governador ressaltou que só está permitida música ao vivo com até três integrantes no ambiente do restaurante. Os shoppings centers funcionarão de segunda à sabado, das 10h às 18h, com 50% de ocupação no interior e 70% no estacionamento, as praças de alimentação dos shoppings obederação as restrições dos restaurantes.

“Não está permitido salão de dança. Ninguém está permitindo para que as pessoas vão para dançar, beber, festejar. O objetivo não é de que haja festa. Não é permitido que isso aconteça. Fiscalização ainda está nas ruas para coibir.”, ressaltou Lima.

Outra permissão está no funcionamento dos salões de beleza de segunda à sábado, das 10h às 18h (unidades do shopping); e 9h às 15h, de segunda à sexta (unidades de rua). O horário das academias também foi ampliado, passando a ser de 6h às 16h, de segunda à sábado, com 50% da capacidade. Entretanto, não foi permitido aulas coletivas, como zumba e danças.

Flutuantes que funcionam como restaurante, poderão operar dee 9h às 16h (sem música ao vivo e 50% da ocupação), exceto aos sábados e domingos. As marinas funcionarão de segunda à sexta-feira, de 6h às 16h. O transporte intermunicipal de passageiros, de forma fluvial e rodoviária está permitido desde que obedeça o limite de 50% de ocupação.

“Ainda não superamos a pandemia. Muita gente não aguenta mais ficar em casa, muitos estão muito cansados. Muitos perderam empregos, mas muito perderam familiares. Apelo para que todos continuem seguindo as orientações sanitárias. Não podemos voltar atrás de todas as conquistas até agora. Essa luta é de todos nós”, finalizou o governador.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.