Publicidade
Manaus
Manaus

Novo shopping Via Norte gera 14 mil empregos diretos e indiretos em Manaus

O novo empreendimento promete movimentar o mercado de trabalho local, além de facilitar a vida da população da capital. As contratações de funcionários já começaram 03/10/2014 às 12:35
Show 1
Em fase final de obras, Manaus Via Norte gera 14 mil empregos diretos e indiretos
VANESSA MARQUES Manaus-AM

A inauguração do Shopping Manaus Via Norte, prevista para 11 de novembro, promete movimentar o mercado de trabalho local, com a geração de 3 mil empregos diretos e mais de 11 mil indiretos, impactando a economia da região.

As contratações de funcionários já começaram. Entre as vagas diretas, há oportunidades para vendedores, gerentes, supervisores, auxiliares de manutenção, limpeza, segurança, além de vagas para setores administrativos. As outras 11 mil vagas estão ligadas a contratação de profissionais como taxistas, fornecedores e cargos tercerizados.

Para concorrer às vagas diretas, os interessados devem acessar www.shoppingmanausvianorte.com.br e, na área “Trabalhe Conosco”, cadastrar os dados. A administração do shopping informou que outra opção para disputar as vagas é procurar o Sine Manaus, na avenida Floriano Peixoto 134, Centro, das 11h às 14 para entrega do currículo.

De acordo com Paulo Stewart, presidente do Saphyr Shopping Centers, responsável pela construção e administração do Via Norte, o empreendimento está em uma região em desenvolvimento econômico, com grandes possibilidade de crescimento. “Estamos na zona da cidade que mais cresce, novas unidades habitacionais estão sendo construídas nas proximidades e o shopping atenderá a demanda que a Zona Norte precisa” explica.

A administração do empreendimento estima que, por mês, mais de 1 milhão de pessoas frequentem as mais de 260 lojas de confecções, calçados, eletroeletrônicos entre outros, além de academia, centro automotivo, supermercado, parque e um Pronto de Atendimento ao Cidadão (PAC).

Stewart ressaltou que ter pontos de serviços anexados ao centro de compras facilita a vida da população. “Para fazer compras ou resolver outros assuntos as pessoas tem que se deslocar para a região mais central da cidade o que demora. Agora eles não terão uma opção perto de casa”, concluiu.

Publicidade
Publicidade