Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
SEGURANÇA

Número de assassinatos em Manaus cai 49% em janeiro de 2018, aponta SSP

Primeiro mês registrou 49 mortes na capital, e do total, 28 tiveram relação com o tráfico de drogas. Órgão ainda apontou crescimento na apreensão de armas de fogo



homicidio.jpg Foto: Arquivo/AC
26/02/2018 às 17:50

Em janeiro deste ano, Manaus registrou queda de 49,4% no número de homicídios em relação a 2017. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). De acordo com o órgão, o primeiro mês de 2018 teve 49 mortes. 

Ainda de acordo com a SSP, o número de homicídios e de tentativas de homicídios é o menor dos últimos cinco anos. O órgão aponta que foram registrados 49 homicídios e 12 tentativas de homicídios, 40% menos que a quantidade de casos de janeiro do ano passado.



Apenas os casos de homicídio tiveram queda de 49,4% em relação a 2017. De 49 mortes, 28 tiveram como motivação preliminar o tráfico de drogas. Em janeiro deste ano, as polícias do Amazonas prenderam 14 pessoas pela autoria e envolvimento com homicídios. A capital registrou cinco casos de latrocínio em janeiro e cinco prisões pelo crime.

Armas de fogo

A SSP ainda informou que houve crescimento da apreensão de armas de fogo. No mês passado, foram apreendidas 87 armas, 149% mais que no mesmo período de 2017, quando as forças de segurança tiraram das mãos de criminosos 35 armas. Os roubos a estabelecimentos comerciais, em janeiro de 2018, tiveram queda de 18%, com 228 ocorrências.

Intensificação das operações integradas do sistema de segurança, a reestruturação do patrulhamento da polícia militar e o reforço na inteligência estão entre as medidas de maior destaque. Segundo o vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva, o foco é levar segurança real à população. 

Indicadores

Em janeiro deste ano, foram registrados 3.163 furtos, 3.730 roubos e 580 casos de lesão corporal. O número é acima do que foi registrado em janeiro de 2017. Contudo, os indicadores de janeiro até abril de 2017 não incluíam os atendimentos feitos na Delegacia Interativa, onde o cidadão faz o boletim de ocorrência pela Internet. Em janeiro do ano passado, sem incluir os dados da Delegacia Interativa, a capital teve 1.529 furtos, 2.620 roubos e 440 casos de lesão corporal.


Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.