Publicidade
Manaus
DADOS

Número de casos confirmados de sarampo sobe para 1.115 em Manaus

Entre os 1.115 casos confirmados, a faixa etária mais atingida é a de menores de um ano (24,8%) 16/10/2018 às 17:51
Show sarampo a29560c7 34b3 40d0 b2bb a6b936217e3d
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

O número de casos confirmados de sarampo em Manaus subiu de 990 para 1.115 em oito dias, conforme os dados apresentados no 32º Informe Epidemiológico de Monitoramento de Casos de Sarampo, divulgado nesta terça-feira (16). A capital conta com 8.169 notificações registradas da doença desde o mês de fevereiro, sendo, além dos casos já confirmados, 6.572 casos em investigação (aguardando resultado laboratorial) e 482 descartados.

Foram 125 novos casos confirmados no Informe desta semana, mas apenas nove foram notificados nas Unidades de Saúde entre 23 de setembro e 6 de outubro. Os demais casos são de períodos anteriores e estavam aguardando o resultado laboratorial.

De acordo com Marcelo Magaldi, o Informe divulgado nesta semana aponta 61 novos casos notificados, contra 124 novas notificações na semana anterior. “Mas já tivemos o registro de 943 casos notificados em apenas uma semana no auge do surto de sarampo. É um dado que fundamenta o cenário de redução no número de novos casos. O 32º Informe mostra ainda um acréscimo no número de casos confirmados, mas são casos que já estavam em investigação e que dependem do envio dos kits fornecidos pelo Ministério da Saúde para confirmação ou descarte”, explicou o secretário.

Do total de 8.169 notificações de casos de sarampo em Manaus, registradas desde fevereiro, 4,61% foram notificadas no mês de setembro. Os dados, levantados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), apontaram, ainda, que 68% das notificações foram registradas entre fevereiro e julho, e 25,63% no mês de agosto.

“Esses números mostram que a taxa de notificação de casos suspeitos vem tendo uma redução ao longo das semanas. Isso significa que menos pessoas com sintomas de sarampo têm procurado atendimento nas Unidades de Saúde. É um cenário que indica sustentabilidade na redução semanal nas notificações e que Manaus está caminhando para o fim do surto de sarampo. Porém, é importante manter o alerta e as pessoas que ainda não se vacinaram devem procurar uma Unidade de Saúde”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

A diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae/Semsa), enfermeira Marinélia Ferreira, relatou que o Ministério da Saúde repassou, ao Laboratório Central do Governo do Amazonas (Lacen), um novo lote com 60 kits para a realização do exame de confirmação ou descarte dos casos de sarampo. “Cada kit tem capacidade para realizar até 90 exames e com isso está sendo possível reforçar, nas últimas semanas, o trabalho de encerramento de investigação laboratorial dos casos, definindo a confirmação ou descarte dos casos”, informou Marinélia Ferreira.

Faixa etária

Entre todas as 8.169 notificações de sarampo, 26,7% estão na faixa etária de 20 a 29 anos, seguida da faixa etária de 15 a 19 anos (23,2%), de 30 a 49 anos (15,5%) e menores de um ano (14,5%).

Entre os 1.115 casos confirmados, a faixa etária mais atingida é a de menores de um ano (24,8%), seguida das faixas de 20 a 29 anos (20,6%), de um a cinco anos (18,7%), e de 15 a 19 anos com 13,9% do total de confirmações.

Distrito

Por território, o Distrito de Saúde Norte (Disa Norte) apresenta o maior número de notificações com 35,7% do total. O Disa Leste vem em seguida com 32%, Disa Sul com 17,6%, Disa Oeste com 13,5% e Disa Rural com 1,2%.

A lista com as 183 salas de vacina do município de Manaus está disponível no site da Semsa (http://semsa.manaus.am.gov.br).

Publicidade
Publicidade