Domingo, 22 de Setembro de 2019
AUMENTO

Número de casos de leptospirose em Manaus cresce 43%, aponta FVS-AM

De acordo com a FVS, em 2017 foram registrados 135 casos, enquanto em 2016 aconteceram 94 ocorrências. No Amazonas, aumento do número de casos da doença foi de 33%



lep.jpg Contaminação acontece pelo contato com água infectada pela urina de ratos. Foto: Arquivo/AC
28/12/2017 às 20:47

O número de casos de leptospirose em Manaus aumentou 43% em 2017, segundo a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM). De acordo com o órgão, este ano foram registradas 135 ocorrências, enquanto em 2016 aconteceram 94 casos.

No Amazonas, a quantidade de casos de leptospirose também cresceu. Ainda segundo a FVS-AM, na comparação com 2016, o número de registros da doença subiu de 139 para 185. O que representa um aumento de 33%.

Em 2017, os casos no interior do Amazonas subiram 10%, saltando de 45 para 50 em comparação com o ano passado.

Prevenção e tratamento

A transmissão da leptospirose acontece por meio da pele que entra em contato com água contaminada pela urina de ratos. Evitar o contato com água de enxurradas e de chuvas é a melhor forma de prevenção para a doença.

Os principais sintomas da leptospirose são febre, dores no corpo principalmente na panturrilha. O tratamento pode ser feito em qualquer unidade de saúde e a duração depende da resposta imunológica do paciente. Se não for tratada, a doença pode levar à morte.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.