Publicidade
Manaus
Manaus

Obra de recuperação da avenida Leonardo Malcher começa hoje

Recapeamento da avenida Leonardo Malcher tem início no trecho entre a avenida Castelo Branco e rua General Glicério, na Cachoeirinha 17/08/2015 às 10:17
Show 1
Na sexta-feira (14), o pacote de obras de verão que contempla 120 vias foi iniciado pela Seminf
acritica.com ---

A avenida Leonardo Malcher, no Centro, será a próxima via a ser recuperada pela Prefeitura de Manaus. Os trabalhos iniciam nessa segunda-feira, 17, a partir das 22h. Na sexta-feira (14), o pacote de obras de verão que contempla 120 vias foi iniciado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). A primeira via a receber os serviços foi a avenida Presidente Costa e Silves – antiga Silves.

O recapeamento da Avenida Leonardo Malcher tem início no trecho entre a avenida Castelo Branco e rua General Glicério, na Cachoeirinha. Ainda essa semana, segundo o subsecretário de Obras Públicas da Seminf, Antônio Nelson, as avenidas General Rodrigo Otávio, no Japiim, Zona Sul, e Mirra, no Jorge Teixeira, Zona Leste, também começam a ser recapeadas.

O pacote de verão da prefeitura contempla nove lotes divididos em duas fases. No total, 137 quilômetros de vias serão recuperados com tratamento profundo na base e colocação de uma nova camada asfáltica.

De acordo com Antônio Nelson, três lotes - 1, 6 e 8 - já foram licitados. As obras foram iniciadas pelo lote 6 com a Avenida Presidente Costa e Silva. A via interliga bairros como Cachoeirinha, Raiz e Distrito Industrial. Esse mesmo lote contempla, ainda, as ruas Jerônimo Ribeiro, Rio Branco, 05 de setembro, Alexandre Amorim, 10 de julho e as avenidas Padre Agostinho Caballero e Ramos Ferreira, localizadas nas zonas Oeste e Sul, que serão recuperadas na sequencia assim que os trabalhos na primeira via forem concluídos.  

As primeiras 120 vias incluídas nos lotes, segundo o subsecretário, já foram analisadas. Um estudo indicou o tipo de material necessário para a recomposição asfáltica de cada uma. Em alguns trechos na Costa e Silva, por exemplo, segundo Antônio Nelson, não será necessário realizar a fresagem – técnica utilizada para retirar a camada antiga de asfalto.

 “A gente vai ter em alguns pontos um remendo profundo, a aplicação das duas camadas de capa com uma técnica de pavimentação ainda mais resistente com o asfalto tipo CBUQ, que é à base de brita para apresentar um pavimento de qualidade”, afirmou ele.  

*Com informações da assessoria de comunicação

Publicidade
Publicidade