Domingo, 25 de Agosto de 2019
Manaus

Obra de revitalização das calçadas da avenida Djalma Batista causa transtornos à pedestres

Enquanto a revitalização das calçadas não é concluída, restos de obra, pedras e buracos causam um certo 'perigo' a pedestres que passam pelo local



1.gif Pedestres ‘se ajudam’, após uma delas tropeçar nos pedregulhos e cair
08/10/2014 às 09:16

O projeto de revitalização da avenida Djalma Batista, que inclui a reforma e ampliação das calçadas, é aprovado pelos pedestres. Mas, enquanto ele não é concluído, quem precisa caminhar por uma das mais movimentadas vias da capital reclama dos transtornos causados pela obra.

Blocos de cimento, montes de areia, entulho de demolições, buracos e calçadas quebradas estão entre os obstáculos enfrentados pelos pedestres que caminham por um trecho da avenida. Quedas são frequentes, conta o vendedor de bombons João Maria Libório, 64. “Todos os dias caem duas ou três pessoas desse mesmo jeito, isso é um perigo”, afirmou.

O “perigo”, de acordo com quem caminha pela avenida, é que, enquanto a obra não termina, os materiais ficam no caminho, causando transtornos, principalmente, para quem desce do ônibus. Problema que foi flagrado, ontem pela manhã, pela reportagem de A CRÍTICA, quando uma usuária do transporte coletivo estava descendo do ônibus, quando pisou em uma das pedras quebradas da calçada, se desequilibrou e caiu.

Revitalização

De acordo com a prefeitura, a proposta é revitalizar e reurbanizar a avenida por meio da construção de passeios públicos, implantação de nova iluminação, arborização, paisagismo, além da regularização do estacionamento, um dos principais problemas na avenida, líder em reclamações.

Porém, segundo pedestres e pessoas que trabalham na Djalma Batista, enquanto isso, os obstáculos ficaram no meio do caminho. Até motoristas infratores aproveitam para estacionar em locais proibidos, muitos ainda em obras.

Para o universitário Perezes Junior, 21, por ser uma área de comércio e de tráfego intenso, a demora na conclusão das obras causa muitos transtornos, especialmente à noite. “Durante o dia ainda dá para avistar os buracos e desviar, mas à noite é muito mais perigoso, e sem energia nos postes é ainda mais complicado”, disse.

Projeto No projeto da obra de revitalização das calçadas da avenida Djalma Batista consta a remoção de antigas calçadas para a construção dos novos modelos, agora com três metros de largura.

O trabalho inclui a pigmentação de trechos do piso a ser instalado, a implantação de balizadores e sarjetas, além do rebaixamento de guias, tanto para a acessibilidade de pedestres, como para os estacionamentos regularizados.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.