Publicidade
Manaus
Parque Dez

Obra em que trabalhador morreu soterrado no Parque Dez é embargada pela Justiça

A obra já estava embargada pela prefeitura desde setembro por outro desabamento. O mais recente ocorreu na construção de um muro de contenção 09/12/2016 às 21:38 - Atualizado em 09/12/2016 às 21:45
Show obra
No acidente, um grupo de operários trabalhava no local quando a terra cedeu. Um homem foi resgatado com vida e o outro já em óbito (Reprodução/TV A Crítica)
Vinicius Leal Manaus (AM)

O juiz Victor André Liuzzi Gomes, da Comarca de Manaus, determinou o imediato embargo da obra localizada na av. Perimetral 2, no bairro Parque Dez, na Zona Centro-Sul da capital, onde um trabalhador morreu soterrado, ontem, quinta-feira (8), após um deslizamento de terra. Outro trabalhador também foi atingido, mas sobreviveu.

A decisão do embargo foi tomada hoje, sexta-feira (9), com base no artigo 300 do Código de Processo Civil, “objetivando prevenir possíveis ocorrências de maiores danos às partes ou a sociedade em geral”. Conforme a determinação do juiz, só devem ser feitos no local reparos necessários para prevenção de novos deslizamentos, desde que também previamente autorizados.

O juiz também intima o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e a Defesa Civil do Estado a fiscalizarem e monitorarem a obra no prazo de 24 horas, encaminhando laudos à Justiça e informando a possibilidade, adequação e viabilidade de construção de muro de contenção para assegurar a integridade do imóvel.

Mesmo com a decisão do juiz, a obra citada já estava embargada pelo Implurb desde o dia 11 de setembro deste ano, devido outro desabamento que afetou o passeio público. Conforme a assessoria do instituto, a obra que vinha sendo realizada desde então, e que sofreu o segundo deslizamento, era para construir um muro de contenção para sanar os problemas causados pelo primeiro desabamento. A obra permanece embargada pelo Implurb.

No acidente de ontem, um grupo de operários trabalhava no local quando a terra cedeu. A primeira vítima, Raimundo Vieira da Silva, 37, foi resgatada com vida após 1h30 de buscas, e foi levado com escoriações leves a um hospital. O segundo resgatado, Manoel Moreira Alcântara, 39, foi encontrado após duas horas de buscas, mas já em óbito. As causas do deslizamento devem ser investigadas.

Publicidade
Publicidade