Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Manaus

Obra mal acabada da Manaus Ambiental prejudica moradores do Centro

Após realizarem solucionarem um problema de vazamento, a equipe abandonou sacos com areia na via e com a chuva desta tarde as casas quase alagaram



1.jpg Serviço incompleto causa transtornos aos moradores da rua Tapajós, Centro de Manaus
17/01/2014 às 18:18

Moradores da rua Tapajós, Centro de Manaus, próxima ao Sebrae, denunciam obras mal acabadas da concessionária Manaus Ambiental, que na tarde desta sexta-feira (17) quase ocasiona o alagamento das residências próximas.

Segundo relatos dos moradores que preferiram não se identificar, há mais de uma semana um vazamento tinha surgido na via, eles então acionaram a empresa pedindo reparos.



O serviço foi realizado na quinta-feira (16) por volta das 5h30, segundo relatos dos moradores, foi aberto um buraco na via para conter o vazamento, e ao concluírem os trabalhos, foram deixados na calçada três sacos grandes cheios de barro e areia, junto com os restos do asfalto que foi quebrado para a realização da manutenção.

O problema que segundo os moradores se agravou com a chuva que atingiu a cidade por volta das 15h. Os sacos de areia estavam juntos e acabaram represando a água, o que formou uma cachoeira de lama que invadiu o corredor que dá acesso a lateral de pelo menos quatro casas. Segundo os moradores, após fecharem o buraco, o asfaltamento da rua também ficou desnivelado.

Temendo uma nova chuva e um problema ainda maior os moradores entraram em contato com a empresa exigindo um prazo para que fossem recolhidos os matérias excedentes do serviço de manutenção prestado por eles, no entanto não obtiveram resposta.

A concessionária Manaus Ambiental informou que uma equipe será enviada ao local para realizar as devidas correções. Mas não informou quando.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.