Publicidade
Manaus
ZONA LESTE

Obra de shopping vai alterar o trânsito na avenida Autaz Mirim

Implantação de rede subterrânea de drenagem feita por empresa particular vai limitar acesso à via 27/05/2017 às 05:00
Show aaa
A obra, que vai iniciar hoje e tem prazo de conclusão somente no dia 5 de junho, vai interditar o trecho que inicia em frente ao supermercado até o shopping. Foto: Euzivaldo Queiroz
Alik Menezes Manaus (AM)

O trânsito na avenida Autaz Mirim, no sentido do Complexo Viário Luiz Augusto Veiga Soares para Bola do Produtor, na Zona Leste, deve ficar mais lento nos próximos dias após o início de obras de implantação de uma rede subterrânea de drenagem em um trecho de 150 metros. 

A área  que passará por intervenção inicia na frente do supermercado DB e vai até o Shopping Grande Circular, onde serão colocados “tapumes”  na faixa direita da via para isolar a área onde os funcionários da empresa privada trabalharão. “Nós recebemos a licença para começar a obra e estamos pretendendo iniciar os trabalhos amanhã (hoje) colocando os tapumes na beira do asfalto e fazendo um recuo de um metro para servir de faixa de pedestres”, explicou o engenheiro civil Vagner Miranda Souza, responsável pela obra no shopping center. 

A obra  deveria ter iniciado ontem e tem prazo até  dia 5 de junho. O engenheiro explicou que durante a execução da obra, haverá funcionários sinalizando o trânsito para evitar acidentes. Vagner também informou que a apenas uma das faixas, a faixa da direita, será interditada até que os trabalhos sejam finalizados e, provavelmente, ocorra retenção do trânsito nesse trecho nos horários de maior fluxo, mas não haverá interdição total em nenhum período do dia. “Iremos trabalhar evitando ao máximo prejudicar o trânsito na via”, disse. 

Apenas na madrugada de quarta para quinta-feira a avenida Edmundo Soares, que é a alça de acesso da avenida Autaz Mirim ao bairro São José Operário, será interditada, mas a promessa é que seja novamente liberada no início da manhã de quinta-feira. “Aqui é o único trecho que precisaremos fechar mesmo, pois vamos cavar e colocar as manilhas, aí não tem jeito, vamos precisar interditar, mas logo cedo, no início da manhã o trânsito vai ser liberado”. 

 Nesse período, quem costuma usar a Avenida Edmundo Soares para acessar o bairro terá que utilizar as ruas 15 e J. nstituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans)  informou que a área será sinalizada com placas indicativas para instrução aos condutores e que agentes também estarão na via para monitorar a circulação dos veículos durante  a interdição. “Nós vamos recapear toda a área que precisaremos cavar para a implantação dessa rede subterrânea”.

Apesar de ter um trecho reservado e sinalizado para ser utilizada como ‘faixa’ para os pedestres, a vendedora Thays Araújo, 24, disse que fica complicado, principalmente, para as pessoas que trafegam na via. “Não existe respeito com o pedestre, agora a gente vai ter que andar lá pela rua, eu tenho medo”. 

A dona de casa Francisca Dias, 55, disse que, por se tratar de uma obra particular, deveria ser realizada apenas durante a madrugada, o que evitaria atrapalhar a “dinâmica” daquela região. “Vai virar uma bagunça ainda maior, porque aqui já é uma região bem desordenada”, disse. Moradores da região também reclamaram da falta de orientação em obras. “Nem sabia que ia ser dessa forma, fui pego de surpresa. Vais er um caos”, disse o estudante Raphael Villas.  

Publicidade
Publicidade