Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Manaus

Obras de revitalização da Manaus Moderna ocorrem em meio a engarrafamentos e fluxo intenso

Trecho de 800 metros na orla do Centro da capital está recebendo investimentos de R$ 950 mil e gera expectativas em quem trabalha ao redor do local diariamente



1.jpg Esperada por trabalhadores, obras de revitalização na Manaus Moderna complicam ainda mais a circulação na área
20/02/2015 às 15:04

Quem visita a orla da Manaus Moderna, na avenida Lourenço da Silva Braga, no Centro de Manaus, ainda lida com engarrafamentos e toda a confusão que o trecho oferece aos motoristas e pedestres. A diferença, nos últimos dias, é a presença de trabalhadores iniciando as obras da primeira fase da revitalização do espaço compreendido entre o Mercado Adolpho Lisboa e a ponte de Educandos. 

A revitalização foi anunciada para dezembro de 2013, mas não aconteceu. Chegou a ser cogitada para 2014, mas só em janeiro desse ano foi confirmada e enfim saiu do papel. Com investimento de R$ 950 mil, financiados pela Caixa Econômica Federal (CEF), a obra, com 800 metros de extensão está prevista para ser entregue no máximo em dez meses. Os trabalhos começaram pelas calçadas.



Na orla, já se caminha por uma nova estrutura, enquanto os acabamentos vão sendo feitos aos poucos. As calçadas que dão acesso a feira também começaram a ser quebradas para dar espaço a uma nova estrutura.


Expectativas

As obras criam expectativas principalmente em quem trabalha na área. Dona de um pequeno restaurante na feira, Rosineide Menezes, de 36 anos, acredita que as melhorias vão atrair clientes. “As pessoas acham ruim vir até aqui, principalmente por causa do trânsito”, ressaltou. Quem passa pelo local apenas para ter acesso apenas a uma das embarcações também espera usufruir das melhorias.

“É perigoso a pessoa estar andando e de repente, em um tropeço, cair lá embaixo porque não existe nada que dê segurança a quem caminha nas calçadas”, disse o comerciante Álvaro Souza, 47. A previsão é que a área seja entregue até outubro, quando o prazo de dez meses acaba. 

Melhorias

Quando confirmou o início das obras, o prefeito de Manaus, Artur Neto, disse que o principal objetivo é tornar a área um cartão postal. “Esta obra vai dar um aspecto contemporâneo e servir de cartão postal de Manaus. Será construída por engenheiros mas com a alma de arquitetos”, disse. O trabalho que está sendo realizado consiste na recuperação do pavimento, tanto da avenida quanto do calçadão que se estende por toda a orla, bem como a construção de uma nova mureta de proteção (guarda-corpo), que está quase que completamente deteriorada.

No projeto consta também a troca da iluminação atual por luz de LED, visto que, atualmente a penumbra que se estabeleceu na área atrai grande número de moradores de rua, assaltantes e usuários de droga. A instalação da sinalização horizontal promete uma nova modalidade na faixa de pedestre, que será uma lombada elevada, feita para garantir a segurança dos pedestres.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.