Sexta-feira, 14 de Maio de 2021
ARTE

Oficina de Lambes será o tema da segunda live do Projeto 'Direito à Memória'

A oficina de lambes acontece nesta quarta-feira (22/07), a partir das 19h, no perfil @direitoamemoria, no instagram e será conduzido pela idealizadora do projeto, Keila Serruya.



bc3c5182917609.5d2c9af8c70d7_6366C7C2-CD2B-438F-9692-386622ABF223.jpg (Fotos: Divulgação)
21/07/2020 às 15:35

O lambe,  forma de intervenção artística presente nos centros urbanos, onde um desenho, poster ou outras formas de arte são fixadas em diversos locais com cola caseira, muitas vezes feita com farinha, é o tema da segunda live organizada pelo projeto “Direito à Memória”. A oficina de lambes acontece nesta quarta-feira (22/07), a partir das 19h, no perfil @direitoamemoria, no instagram e será conduzido pela idealizadora do projeto, Keila Serruya. 

A live é uma atividade idealizada pelo projeto Direito à Memória, com realização do Grupo Picolé da Massa, apoio da Prefeitura de Manaus, através do edital Conexões Culturais e tem como parceiros a Pedra de Fogo Produções, Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas, Fita Crepe Produções e o Coletivo Tupiniqueen. 



Desta vez o artista Francisco Ricardo será o responsável por repassar a técnica aos espectadores da arte que popularizou-se longe da grandes galerias. "Assim me aproximo da arte de rua e da arte não branca, me levando inicialmente a encontrar referências na cultura indígena e, posteriormente, por meio de um processo de descoberta e aceitação da minha ancestralidade, encontro referência na arte negra. Desde então venho investigando e experimentando o meu processo artístico enquanto artista negro. Pensar a urbanidade, enquanto condição do ser urbano, e como a arte pode se tornar mais acessível e menos elitizada, nesse sentido, a arte urbana tem se mostrado o caminho para jovens artistas negros, como eu, de expor e se inserir no mercado de arte."  

A idealizadora do projeto, Keila Serruya, afirma que a oficina de lambe vem como forma de ocupação artística que busca a aproximação entre pessoas, além de propor reflexões sobre nossa existência, história e memória.

"A cidade tem uma dinâmica veloz, as pessoas são menos importantes nesse processo, o indivíduo consumidor é sempre prioridade. Somos  bombardeados por visualidades arquitetônicas e publicitárias, esvaziando o pensamento nesse lugar tão importante de encontro, A RUA.  Compreendo que através da ocupação artística da cidade podemos estimular a convergência, ser mais atento, sensível e expressivo, é algo que é direito do cidadão comum urbano e a arte pode e vai proporcionar isso", explica.

Francisco Ricardo -  Nascido em Fortaleza, no ano de 1987, vive em manaus há 32 anos. Formado em Artes Visuais, pela Universidade Federal do Amazonas (2014). Artista visual, professor, cenógrafo, diretor de arte, produtor em audiovisual. Realizou trabalhos nos projetos: Caminhos do Tamanduá,  Lulu, o Tempo Passa, O Barco e o Rio, Obeso Mórbido, Terra Negra dos Kawa, Manaus Hotcity, enterrado no Quintal, Janela Remota, Novo Amor, Sons do Igarapé, Chama o Cara de Índio. Ilustrou os livros: Emoções e Rastros, Teias urbanas, Jornal Literário “Relevo” do Mês de junho de 2016.

Keila Serruya - Amazonense, que evoca a arte e os conhecimentos ancestrais para se manter viva, resistente e poderosa. Mãe, artista visual, realizadora audiovisual, fotógrafa e produtora cultural. Analisa constantemente os prováveis diálogos a serem praticados e desenvolvidos com a cidade e quais urgências necessitam ser colocadas em pauta. Mulher negra em movimento cultivando a mudança do mundo e fazendo política todas as vezes que cria, produz, performa, filma, fotografa, instala, intervém e ocupa. 

Sobre o Projeto - O Projeto Direito à Memória trata-se de uma pesquisa artística que gera documentário, filme, fotografia e ocupação urbana, com a construção de grandes obras em lambe, utilizando a arte como ferramenta de intervenção. O seu principal objetivo é o resgate de figuras históricas importantes que não estão nos livros, nem nos retratos dos museus, sobretudo, pesquisar e procurar pessoas amazonenses e negras que fizeram parte da nossa história, e as atuais que fizeram e ainda fazem história no estado. 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.