Publicidade
Manaus
MOBILIDADE e eleições

Oficina debate impactos positivos da bicicleta nos planos de mobilidade para Manaus

Pré-candidatos à prefeitura, representantes de instituições ligadas à infraestrutura e à mobilidade urbana, além de interessados no assunto, debateram o tema no evento 'Bicicleta nos Planos' 15/07/2016 às 21:42 - Atualizado em 15/07/2016 às 22:48
Show bicicleta
Oficina contou com integrantes da União dos Ciclistas do Brasil (UCB) (Foto: Márcio Silva)
Isabelle Valois Manaus (AM)

“O que você quer para a ‘bicicleta’ nas eleições em Manaus?”. Foi com esse questionamento que o movimento Pedala Manaus realizou nesta sexta-feira (15) a primeira oficina ‘Bicicleta nos Planos’. O evento contou com a participação dos pré-canditados a prefeitura da capital, como também de representantes das instituições municipais ligadas a infraestrutura e mobilidade urbana, além de pessoas interessadas no assunto.

A oficina teve a participação de um dos integrantes da União dos Ciclistas do Brasil (UCB), Guilherme Tampiere, responsável em repassar orientações que o movimento precisa seguir. Durante o evento, ele apresentou a realidade da mobilidade urbana em todo o País.

“Os impactos positivos da inclusão da bicicleta nesse processo são inúmeros, seja no âmbito econômico, social, ambiental e político. No entanto, os governos locais devem ter vontade política e corpo técnico capacitado para desenvolver e implementar o Plano de Mobilidade Urbana que precisa também ter uma ligação com o Plano Diretor da Cidade”, detalhou Tampiere, que passou mais de um ano estudando várias cidades da Europa que tem uma política do uso da bicicleta para começar a desenvolver e melhorar o sistema no Brasil.

Durante a explanação do tema, Tampiere entregou um ‘guia’ rico em detalhes da inclusão da bicicleta nos planos da cidade. “A bicicleta é um vetor de mobilidade em relevância no cenário atual. Com base nisso nasceu os programas Bicicleta nos Planos e Bicicleta nas Eleições. Projetos nacionais em que Manaus foi selecionado, por isso que estamos acompanhando com detalhes e ofertando a oficina para a sociedade”, explicou.

Além da participação de Guilherme, os coordenadores do Pedala Manaus, apresentaram durante a oficina, detalhes das pesquisas que o movimento vem realizando durante os cinco anos na capital, infraestrutura, lutas e demais atividades.

Um dos coordenadores do Pedala Manaus, Leonardo Aragão, explicou que a ideia é apresentar a sociedade que em Manaus, muitos são adeptos ao uso da bicicleta não como lazer, mas como transporte público. “Qualquer pessoa pode observar que nas ruas sempre há um ciclista. Mesmo sem nenhuma infraestrutura, muitos utilizam o modal como meio de transporte. Muitos deles não são engajados nos movimentos, não saber das normas. Precisamos de políticas públicas que cheguei a essas pessoas”, disse.

Oficinas

O movimento ‘Pedala Manaus’, realizará outras oficinas com o intuito de articular a comunidade sobre os temas que envolve mobilidade urbana. O movimento irá idealizar uma carta compromisso que todos os candidatos a prefeitura de Manaus irão se comprometer a incluir a mobilidade urbana e o modal da bicicleta nos planos de governos.

Publicidade
Publicidade