Publicidade
Manaus
Manaus

Oito presos são transferidos de Coari para Manaus nesta quinta-feira (5)

Uma equipe da Sejus foi encaminhada ao município para realizar os procedimentos para a transferência dos presos autorizada por uma ordem judicial 05/09/2013 às 20:39
Show 1
Os nomes dos detentos transferidos não foram informados pela Sejus
Bruna Souza Manaus (AM)

Oito presos do município de Coari – localizado a 363 quilômetros de Manaus – foram transferidos para unidades prisionais da capital amazonense e chegaram ao fim da tarde desta quinta-feira (5) ao Terminal 2 do Aeroporto Eduardo Gomes, conhecido popularmente como "Eduardinho".

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado e Justiça e Direitos Humanos (Sejus), uma equipe do órgão foi encaminhada ao município para realizar os procedimentos para a transferência dos presos. A ação foi autorizada por meio de uma ordem judicial.

A assessoria também informou que outras informações não seriam repassadas: os nomes dos detentos, para quais presídios eles foram realocados, informações sobre a decisão da justiça e dados referente à realização da transferência.

Ocorrências recentes no sistema

Nos últimos meses, diversos registros de desordem dentro de unidades do sistema penitenciário do Estado foram noticiados pelo ACRITICA.COM.

No dia 30 de agosto deste ano, um detento fugiu da cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa após pular o muro usando uma "tereza" (corda feita com roupas e lençois) e subir em um ônibus do transporte público. O foragido foi recapturado no dia seguinte no bairro Santa Inês, Zona Leste de Manaus, e justificou dizendo que foi fácil fugir e que ele usou da fé para sair do local.

Cinco dias antes deste fato, detentos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) fizeram um principio de tumulto depois que dois presos ameaçaram tomar familiares de rivais como reféns quando houvesse a visita. Eles foram agredidos e um deles, identificado como José Adailson Rodrigues de Freitas, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Também no último dia 25 de agosto, uma rebelião aconteceu no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat). Na ocasião, dois presos morreram e cinco ficaram feridos, além de mais cinco agentes de disciplina que foram feitos reféns.

Publicidade
Publicidade