Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
ACIDENTE

Ônibus derruba poste após motorista perder direção durante forte chuva em Manaus

Com a colisão, o poste foi arrancado da base e só não caiu na via porque ficou sustentado pela fiação elétrica



colis_o__nibus.JPG O acidente aconteceu por volta das 5h40, na rua Julia Lopes (Foto: Divulgação/Manaustrans)
07/03/2018 às 09:59

Um ônibus da linha 625, da empresa Global Green, derrubou um poste de energia elétrica após o motorista do coletivo perder o controle da direção e colidir contra a estrutura durante a forte chuva que atingiu Manaus na manhã desta quarta-feira (7). O caso aconteceu na rua Julia Lopes, na entrada do Conjunto Nova República, na Zona Sul da capital.

Com a colisão, o poste foi arrancado da base e só não caiu na via porque ficou sustentado pela fiação elétrica. Parte dos fios de transmissão de energia também ficou estendida na via, interditando a passagem e o tráfego de veículos. Devido à batida, a parte dianteira do coletivo, incluindo o pára-brisa, ficou completamente destruída.



Por meio de nota, a assessoria de imprensa da empresa Global Green informou que o coletivo ainda iniciava o turno da manhã quando aconteceu a colisão, e por isso não havia passageiros dentro do ônibus, apenas o motorista e a cobradora. Os dois funcionários, segundo a empresa, passam bem.

Agentes de trânsito do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) foram ao local para auxiliar no tráfego de veículos naquela região. A concessionária de energia Eletrobras Distribuição Amazonas informou que equipes estão trabalhando no local desde às 6h para restabelecer a energia. Ainda o órgão completou que três postes foram danificados durante o acidente.                                                                                                                       


Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.