Publicidade
Manaus
Manaus

Ônibus gratuitos no dia da eleição vão custar R$ 3,6 milhões aos cofres públicos, em Manaus

Secretaria Municipal de Finanças divulgou estimativa do impacto que a oferta de transporte à população deve causar à prefeitura, no dia 5 de outubro 28/09/2014 às 15:27
Show 1
Segundo a prefeitura, 1.407 ônibus deverão estar nas ruas no domingo de eleição
Janaína Andrade Manaus (AM)

A gratuidade dos ônibus que integram o sistema do transporte coletivo de Manaus no dia da eleição, 5 de outubro, custará à prefeitura R$ 3,6 milhões, de acordo com a Secretaria Municipal de Finanças, Planejamento e Tecnologia da Informação (Semef).

Em entrevista ao jornal A CRÍTICA, o secretário municipal de Finanças, Ulisses Tapajós, lembrou que a gratuidade do transporte coletivo para as eleições deste ano foi um compromisso firmado pelo prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), e a presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Socorro Guedes, em julho deste ano.

Pelo decreto firmado, o serviço ficará disponível aos eleitores das 4h até a meia-noite do dia 5 de outubro, 1º turno das eleições. Se houver 2º turno, a gratuidade também passará a valer. “Caso aja 2° turno, será pago o mesmo valor, R$ 3,6 milhões, pela gratuidade”, explicou o secretário.

De acordo com o superintendente Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho, de 4h à meia-noite do próximo domingo, 1.407 ônibus deverão estar nas ruas para atender a população. Fiscais de transporte estarão percorrendo as garagens das empresas de transporte para fiscalizar os terminais de integração e os de final de linha a fim de assegurar que os 1.407 ônibus coletivos da cidade não fiquem presos nas garagens.

“No domingo, toda frota deverá estar nas ruas. E essa semana já deveremos fazer a escala com a quantidade de fiscais da SMTU que irão atuar no dia 5 de outubro”, disse. Carvalho observou que os microônibus não serão gratuitos. “Esse veículos ainda não estão legalizados, então não há como a Prefeitura Municipal custear”. A reportagem tentou contato com a presidente do TRE-AM), desembargadora Socorro Guedes, no 99xx-xx22, mas não foi atendida.

Publicidade
Publicidade