Publicidade
Manaus
Manaus

Operação 'Bonnie & Clyde’ desmancha rede de distribuição de drogas no São José 2

Segundo a polícia, quatro pessoas, sendo um casal, envolvidas no embalo e venda de narcóticos foram detidos pela polícia; uma quinta integrante do bando está foragida 18/09/2014 às 14:28
Show 1
Riccelli (com a camisa do Brasil) e o casal Jeová e Luciana serão indiciados por tráfico, associação para o tráfico, corrupção de menores e porte ilegal de arma
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

Uma grande operação para desarticular a distribuição de drogas no bairro São José 2, localizado na Zona Leste de Manaus, foi levada a cabo na manhã desta quinta-feira (18), pela Polícia Civil (PC). Batizada de “Bonnie & Clyde”, em referência ao casal de assaltantes que aterrorizou os Estados Unidos na década de 1930, a ação resultou na prisão de quatro pessoas e no desmanche de duas bases de armazenamento e embalo de narcóticos.

Segundo informações do delegado titular do 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Pablo Geovanni, participaram da operação policiais civis do 9º, 30º, 25º, 29º e 4º Distritos Integrado de Polícia (DIPs), além da Seccional Oeste, totalizando cerca de 20 agentes. Eles prenderam o casal Jeová Machado Barbosa, de 42 anos, e Luciana Nogueira da Silva, 31, além do filho adolescente deles, de 15 anos, e Riccelli dos Santos Pinto, 32.

O trio foi detido em uma casa na rua 13 do bairro. Na casa de Jeová foram encontradas 60 pedras de cocaína, 25 kits com maconha e cocaína, 24 trouxinhas e quatro porções de pasta-base e duas porções médias de maconha, além de R$ 1.921 em cédulas e R$ 422 em moedas.

Já Riccelli foi preso na rua 17, próximo ao endereço do casal Jeová e Luciana. Com ele estavam R$ 37 mil, US$ 9.600, uma pistola com munição, cinco balanças de precisão e material para embalo. Uma quinta integrante do bando, que seria companheira de Riccelli, não foi encontrada e é considerada foragida.

As prisões obedecem a mandados de busca e apreensão expedidos pelo juiz da 4ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute), Francisco Pessoa Almada. Os dois “casais do crime” serão indiciados por tráfico de drogas, associação ao tráfico, corrupção de menores e porte ilegal de arma.

*Com informações da repórter Girlene Medeiros

Publicidade
Publicidade