Publicidade
Manaus
‘Bondade’ eleitoral

Orçamento da Secretaria de Infraestrutura é turbinado em ano de campanha

Em julho, a Seminf empenhou (primeira fase do pagamento de um contrato) R$ 457,1 milhões, o que representa 63,4% a mais de tudo que a pasta se comprometeu a pagar nos seis meses anteriores 21/10/2016 às 05:00 - Atualizado em 21/10/2016 às 07:47
Show transpar ncia valendo01
Com dinheiro em caixa, Seminf turbinou obras de infraestrutura nos bairros. Foto: Clovis Miranda
Aristide Furtado Manaus

Levantamento no portal da Transparência mostra que a Prefeitura de Manaus turbinou, às vésperas do início da campanha eleitoral, as despesas com obras em quase meio bilhão de reais. Em julho, a Secretária Municipal de Infraestrutura (Seminf) empenhou (primeira fase do pagamento de um contrato) R$ 457,1 milhões, o que representa 63,4% a mais de tudo que a pasta se comprometeu a pagar nos seis meses anteriores.

De janeiro a junho, a Seminf registrou para pagamento R$ 279,6 milhões. No primeiro mês do ano, o volume de obrigações contratadas pela secretaria que é responsável pelas obras de pavimentação de ruas, construção de escolas e creches, além de recuperação de meio fio, sarjetas, e projetos de saneamento básico, por exemplo, foi de R$ 88,1 milhões, dos quais R$ 21 milhões foram anulados e,  R$ 19,5 milhões devidamente quitados.

Em fevereiro, os empenhos caíram quase pela metade (-46%) em relação ao mês anterior. Foram pagos R$ 25 milhões de um total de R$ 47,8 milhões assumidos. Esse montante teve uma queda de 9% em  março, quando somou R$ 43,5 milhões. O desembolso foi de R$ 39 milhões. Em abril, houve redução de 30% do valor empenhado que ficou em R$ 30,6 milhões. Contudo,  no mês seguinte, as despesas saltaram para R$ 41,4 milhões, dos quais se pagou R$ 26 milhões.

A oscilação nos gastos volta em junho. A Seminf emitiu empenhos de R$ 27,9 milhões e creditou para os fornecedores e prestadores de serviço R$ 17,7 milhões. A maior divergência de despesas entre um mês e outro ocorreu em julho. Foram registrados  R$ 457,1 milhões, sendo que,  R$ 138,8 milhões tiveram os empenhos cancelados. Mas  R$ 290,7 milhões  foram quitados.  Se comparado com o mês anterior, o volume de obrigações assumidas pelo órgão apresentou crescimento de 1.534%. E o de pagamento, em relação a junho, a elevação foi de 1.542%.

Esse período foi marcado pelas convenções partidárias para escolha dos candidatos a vereador e prefeito, que ocorreram do dia 20 de julho a 5 de agosto. O início oficial da propaganda eleitoral começou no dia 16 de agosto. E o primeiro turno da eleição, no dia 2 de outubro. Em agosto, a relação de despesas da secretaria totalizou R$ 72,5 milhões, dos quais foram pagos R$ 54,3 milhões. No mês de setembro, a Seminf apresentou empenhos de R$ 77,5 milhões. Anulou R$ 1,4 milhões. E pagou R$ 28,3 milhões.

Na Lei Orçamentária deste ano, o valor inicialmente previsto para a Seminf era de R$ 168,6 milhões. Menos da metade da previsão do ano passado que foi de R$ 525,3 milhões.

 

Publicidade
Publicidade