Quinta-feira, 18 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Manaus

Organizadores de manifestação no Centro de Manaus atrasam saída na espera de mais pessoas

O movimento, encabeçado pelo "Fora Dilma" e apoiado por outros três grupos, espera cerca de 20 mil pessoas para marchar pela avenida Djalma Batista, número similar ao do último protesto, que começou no mesmo lugar. Forte chuva, porém, mudou os planos da organização


12/04/2015 às 15:03

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS

Mesmo com a forte chuva que atingiu Manaus na manhã deste domingo (12), os organizadores do movimento "Fora Dilma" permanecem em concentração na esquina da rua Mousenhor Coutinho com a avenida Eduardo Ribeiro, no Centro da cidade. Até o momento, cerca de 300 pessoas seguem no local, segundo a Polícia Militar do Amazonas. Disputas e atrasos marcam o ato.

O início da caminhada até a avenida Djalma Batista estava marcado para iniciar às 9h. Mas, de acordo com Júlio Oliveira, a organização decidiu esperar pelos manifestantes por conta do mau tempo. Segundo ele, cerca de 30 mil pessoas confirmaram presença no Facebook, por onde o protesto contra a corrupção foi marcado.

O prazo estabelecido foi 10h e, neste horário, cerca de 150 pessoas se encontravam no local, ainda sob chuva. O prazo foi estendido até 11h, pela mesma justificativa. O responsável pelo contigente policial, tenente-coronel Cláudio Silva, disse que 300 manifestantes estão no local, que ainda conta com outros 420 militares.


Segundo o tenente-coronel, ele conversou com um dos responsáveis pela organização da manifestação, Bruno Raphael, e o aconselhou a não levar o ato em passeata pelas ruas de Manaus. Para ele, o grupo deveria ficar concentrado na avenida Eduardo Ribeiro mesmo, pois o protesto pode se dispersar facilmente. 

Após uma votação popular, o grupo decidiu seguir até a avenida Djalma Batista e deram início à passeata logo em seguida. A PM acompanha o movimento, que segue pacífico.

Além do movimento "Fora Dilma", que organiza o protesto, estão sendo esperados integrantes da Marçonari e dos grupos "Estudantes pela liberdade" e "Movimento pelo FIES". "Nós estamos aqui porque o Brasil acordou e cansou de tanta corrupção. Estão roubando nossos cofres públicos e não queremos mais isso", disse.

Disputas

Por volta das 10h, quando cerca de 200 pessoas já estavam no local da concentração, um conflito entre dois grupos teve início. Integrantes do "Fora Dilma" disseram que o grupo de apoio à intervenção militar não pertenciam à organização do ato e que "eles não deveriam estar aqui". 

Com os dois movimentos munidos com carros de som, teve início uma discussão pelos altos falantes. Durante discurso do "Fora Dilma", o grupo da intervenção militar aumentou o volume do Hino Nacional, abafando a declaração de quem se manifestava. Com a confusão, público não soube para quem olhar.

Após conflito com organizadores, movimento a favor de uma intervenção militar se concentrou separadamente e abandonou a manifestação


Disposição


Quem acordou cedo e mesmo com a chuva decidiu apoiar o movimento foi Alex Uchôa, 53, que pela segunda vez participa. Para ele, o movimento significa a vontade de mudança dos brasileiros.

Além de pedir a saída da presidente Dilma Rousseff (PT), para Uchôa, nesse momento, o vice-presidente Michel Temer (PMDB). "Se ela sair e deixa o cargo para ele acho que estaremos melhor. Ele parece estar mais preocupado com o povo", disse.

Representando os advogados pelo movimento "Ordem Viva", Alfredo Andrade, 70, saiu de casa para defender o fim da impunidade. "Uma reforma política democrática é nossa bandeira também. Queremos que todos os organismos públicos tenham mais transparência e tantas outras questões que mostrem o que estyá sendo feito",  lembra.


MAIS INFORMAÇÕES EM INSTANTES

publicidade
publicidade
Karateca amazonense realiza últimos preparativos para disputa na Bolívia
Sub-9 da Inter Academy AM busca surpreender em torneio sul-americano
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.