Sábado, 24 de Agosto de 2019
Manaus

Outubro Rosa é aberto no AM com iluminação da Arena da Amazônia e show de artistas locais

O Outubro Rosa, este ano, também terá uma série de atividades, desenvolvidas ao longo deste mês pela equipe do Departamento de Prevenção e Controle do Câncer (Dpcc-FCecon), como palestras e eventos educativos



1.jpg Cartões-postais de Manaus são iluminados em alusão à campanha Outubro Rosa, que alerta contra o câncer de mama
02/10/2014 às 09:17

Foi realizada, na noite desta quarta-feira (1º), a abertura da 11ª Campanha Outubro Rosa no Amazonas. A solenidade aconteceu no Centro de Convenções Vasco Vasques, no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus, com a participação da primeira-dama do Estado, Edilene Oliveira, e representantes de organizações não governamentais (ONGs), secretarias estaduais e municipais e da sociedade civil. Na ocasião, a Arena da Amazônia foi iluminada com a cor rosa, simbolizando a luta contra o câncer de mama e, no caso do Amazonas, também contra o de colo uterino.

O diretor-presidente da FCecon, Edson Andrade, ressaltou que o objetivo é alertar as mulheres sobre a importância da realização dos exames preventivos, como a mamografia e o Papanicolau, que devem ser feitos de maneira regular. “Com esse trabalho que nós desenvolvemos no FCecon, junto com as ONGs, que têm um trabalho social muito importante, procuramos buscar uma atenção à saúde de qualidade. E, por meio dela, lutar contra o câncer de mama através do diagnostico precoce que está disponível na rede publica do SUS, que é a mamografia, e através da atenção completa oferecida pelo FCecon, do diagnóstico até o tratamento”, disse.

A presidente da Rede Feminina contra o Câncer no Amazonas, Marília Muniz, que também é enfermeira na FCecon, destacou que a campanha é uma oportunidade de levar mais conhecimento à população. “Esse é um momento importante de concentrar esforços e atenção na causa. As ONGs e os movimentos de mulheres são de extrema importância para levar informações para as mulheres de baixa renda, ribeirinhas e indígenas”, comentou.

Durante a abertura do evento, os participantes soltaram balões com sementes. A parte cultural do evento ficou por conta de apresentações musicais com o grupo Estrelas do Amazonas, composto por cantores regionais, entre eles Márcia Siqueira e Ellen Mendonça, e as orquestras de Violões do Amazonas e Amazonas Jazz Band.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), os cânceres de colo uterino e mama são os dois mais incidentes entre as mulheres amazonenses e deverão contabilizar, juntos, neste ano, 1.020 casos no Estado, 49,8% do total previsto para o sexo feminino.

Prédios iluminados

O diretor-presidente da FCecon, Edson Andrade, informou que várias instituições públicas e privadas participam da campanha iluminando de rosaseus prédios: Sede do Governo do Amazonas, Prefeitura Municipal de Manaus (PMM), Câmara Municipal de Manaus (CMM), Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Liga Amazonense contra o Câncer (Lacc),Fundação Centro de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), Eucatur, Teatro Amazonas, Praça da Polícia, Museu Tiradentes, Largo de São Sebastião, Centro Cultural Palácio Rio Negro, Centro Cultural Palácio da Justiça, Ponte Rio Negro, Centro de Convenções Vasco Vasques e Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam).


O movimento Outubro Rosa conta, no Amazonas, com o apoio da entidade nacional que está à frente na campanha em todo o País, Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), representada, no Estado, pelo Centro Integrado Amigas da Mama (Ciam). O Grupo de Apoio às Mulheres Mastectomizadas da Amazônia (Gamma), Liga Amazonense contra o Câncer (Lacc), Rede Feminina de Combate ao Câncer, Grupo de Apoio à Criança com Câncer (Gacc), Lar das Marias e Lar do José, todas entidades sem fins lucrativos, também apoiam o movimento.

Programação

O Outubro Rosa, este ano, terá uma série de atividades, desenvolvidas ao longo deste mês pela equipe do Departamento de Prevenção e Controle do Câncer (Dpcc-FCecon), como palestras e eventos educativos, com distribuição de material impresso apontando os principais fatores de risco da doença, como o tabagismo, sedentarismo, alimentação rica em gorduras e processados, alcoolismo, entre outros – e por outras instituições, que estão finalizando seus cronogramas.

As atividades também se estendem para outros municípios amazonenses. Até agora, pelo menos seis deles já confirmaram participação. São eles: Borba, Japurá, Manacapuru, Nhamundá, Rio Preto da Eva e São Gabriel da Cachoeira. A expectativa é que, até o final deste mês, os demais confirmem programação, fortalecendo a campanha no Amazonas.

Histórico

O Outubro Rosa foi criado em 1990, em Nova York, mas ganhou visibilidade em 1997, nas cidades de Yuba e Lodi, na Califórnia (EUA). O movimento se caracteriza por colorir de rosa os ambientes de acesso público, no intuito de chamar a atenção para a alta ocorrência do câncer de mama, o mais incidente no mundo.

No Brasil, ele acontece simultaneamente, em várias cidades brasileiras durante todo o mês de outubro. No Amazonas, o câncer de colo uterino também virou tema da campanha, considerando que é o tipo de câncer de maior incidência entre as mulheres.

*Com informações da Agecom

CONFIRA GALERIA DE IMAGENS

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.