Publicidade
Manaus
BURAQUEIRA

Pacote esquece as ruas secundárias de bairros das Zonas Norte e Leste

As pequenas vias públicas de bairros das Zonas Norte e Leste foram esquecidas pelas máquinas da prefeitura 03/08/2017 às 23:54 - Atualizado em 04/08/2017 às 08:03
Silane Souza Manaus (AM)

A situação das ruas secundárias de bairros das Zonas Norte e Leste  irrita motoristas e moradores e contrasta com a manutenção das principais vias dos bairros, que recebem atenção especial do programa de recapeamento do “pacote de obras de verão” da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). São tantos os buracos que existem trechos totalmente intrafegáveis nestas regiões.

A rua Antônio Leão, no bairro Novo Aleixo, é um exemplo. Apenas condutores em motocicleta se arriscam a transitar pela via, além dos pedestres. Estes reclamam do transtorno. “Tenho uma filha de 30 anos cadeirante e para sair com ela preciso da ajuda dos vizinhos porque não consigo levar a cadeira de rodas sozinha”, disse a comerciante Jucinete Tavares Rosas, 51.

Na rua Malhada, loteamento Campo Dourado, os buracos estão se transformando em crateras. De acordo com o pedreiro Pancrácio Soares Gomes, 67, a situação começou a piorar no começo do ano. “De lá para cá está cada dia mais perigoso. Os veículos passam com dificuldade, desviando dos buracos, mas é arriscado porque podem acontecer acidentes com isso”. 

No bairro Alfredo Nascimento, a situação não é muito diferente. A rua Amizade tem vários buracos em toda a sua extensão. O vigilante Carlos Pereira, 56, disse que outras vias próximas apresentam o mesmo problema. “As ruas Jeremias, Jericó, Zacarias e Moabe também estão cheias de buracos faz tempo. Mas por aqui ninguém houve falar em tapa-buraco”, afirmou. 

As ações de recapeamento há muito tempo também não são feitas nas ruas secundárias do bairro Cidade de Deus. Os moradores da rua São Paulo relatam que funcionários da Seminf até foram ao local este ano e fizeram foto, mas até agora nada aconteceu. “Apenas as ruas de cima tiveram os buracos tapados”, disse a dona de casa Geórgia da Silva Paes, 39.

A rua São Matheus, no mesmo bairro, é outra com problemas sérios de infraestrutura. O carro coletor de lixo não passa mais pelo local por conta dos buracos. Os moradores temem pelas condições das demais vias, visto que a última vez que a Seminf tapou um buraco na área foi porque a dona de casa Patrícia Vitória Farias Alvez, 36, entrou com ação no Ministério Público do Estado (MP/AM).

Atuação geral

A Seminf informou que está executando serviços em diversos pontos da cidade. Nesta semana, os trabalhos estão concentrados na avenida Brasil, bairro São Jorge; rua Malvarisco, Jorge Teixeira, Ramal do Pau Rosa e do Ipiranga; rua Prosperidade, Nova Esperança; rua Frederico Bayer, Tarumã; alameda Cosme Ferreira, Coroado 2.

Além dos serviços de tapa-buraco, também estão sendo feitos drenagem profunda e superficial, manutenção em caixas-coletoras, além de implantação de passeios e calçadas e serviços básicos.

Em números

3.917 ruas, em 62 bairros de Manaus, foram atendidas entre janeiro e junho deste ano pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). Além disso, também foram feitos trabalho de recapeamento em grandes vias da cidade.

Publicidade
Publicidade