Terça-feira, 21 de Maio de 2019
Matrículas 2019

Pais relatam dificuldades de reservar vagas nas escolas públicas pela Internet

Acesso lento e erro no sistema na hora de cadastrar algum documento são alguns dos problemas relatados; no atendimento presencial são informados que não há vagas perto de casa



a2_1E482035-9B56-45B1-94EB-6D288D0731C1.jpg
Matrículas precisam ser confirmadas posteriormente. Foto: Seduc/acervo/divulgação
16/01/2019 às 18:29

Pais e responsáveis ouvidos pelo Portal A Crítica nesta quarta-feira (16) relatam terem encontrado dificuldades em reservar vagas para os alunos nas escolas públicas do Amazonas pela Internet. Acesso lento e erro no sistema na hora de cadastrar algum documento são alguns dos problemas relatados. 

Aproximadamente 53.600 novos alunos conseguiram reservar vagas pela Internet nas escolas públicas municipais e estaduais do Amazonas nas primeiras horas desta quarta-feira (16), índice superior ao alcançado em 2018, quando, durante todo o primeiro dia, houve 58.961 vagas solicitadas online. 

A dona de casa Erika Oliveira conta que desde a meia noite desta quarta-feira tem tentado, sem sucesso, matricular o filho de quatro anos no Centro Municipal de Educação Infantil Nilza dos Santos Alencar, no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus. “Tive que ir pessoalmente à creche e lá fui informada de que só há vaga no bairro São Jorge, longe de onde moro”, conta.

O autônomo Regis Silva, morador da Colônia Antonio Aleixo, Zona Leste da capital, também disse que tem encontrado a mesma dificuldade para reservar vaga para a sobrinha de seis anos. “Estou tentando desde a madrugada e só aparece ‘erro no sistema’. E quando consigo acessar o sistema só joga a minha sobrinha para escolas em bairros distantes de onde moramos. Fomos pessoalmente à escola e lá fui informado que não há vagas”, disse.

Algumas pessoas têm tido problemas na hora de informar os dados do aluno. “Esse sistema não nos dá a opção de corrigir os dados que erramos. Posso excluir a informação errada, mas não me dá a alternativa de colocar o certo, pois o sistema acusa que já existe uma inscrição”, reclamou a dona de casa Susy Souza, que até esta quarta-feira tentava reservar uma vaga para a prima.

A também dona de casa Janaína Teles enfrentou a mesma dificuldade. “Tô tentando uma vaga na creche para o meu filho de dois anos e o sistema está horrível. Não sai da opção ‘ensino/fase’”, reclamou.

Seduc e Semed respondem

Procuradas pela reportagem, as secretarias de Estado (Seduc) e Municipal da capital de Educação (Semed)  informaram (em nota) que, em virtude do grande número de acessos nas primeiras horas desta quarta, o site da matrícula apresentou problemas de instabilidade (situação resolvida ainda na madrugada pela Prodam, responsável pelo sistema).

Sobre os erros relatados pelos usuários, as secretarias informam que podem ter ocorrido em virtude de informação equivocada de dados dos estudantes ou responsáveis, como por exemplo, o preenchimento da data de nascimento dos pais no lugar da data de nascimento dos alunos, o que inviabiliza a realização da matrícula. Neste caso, a orientação é que pais e responsáveis tenham bastante atenção ao fornecerem tais informações.

Quanto à ausência de vagas em unidades pretendidas, o sistema está programado para direcionar o aluno para a escola mais próxima do endereço residencial informado onde há vaga disponível. 

Alternativa presencial

Para os pais e responsáveis que não têm acesso à Internet ou tem alguma dificuldade em acessar, as reservas ainda podem ser feitas pessoalmente até esta sexta-feira (18), das 8h às 17h nas 1.085 escolas municipais de Manaus e estaduais da capital e do interior que funcionarão como “postos de matrícula”. Dependendo da demanda esse horário de atendimento pode ser estendido.

Primeiro dia: balanço

Cerca de  53,6 mil novos alunos conseguiram reservar vagas pela Internet nas escolas públicas municipais e estaduais do Amazonas nas primeiras horas desta quarta-feira (16), índice superior ao alcançado em 2018, quando, durante todo o primeiro dia, houve 58.961 vagas solicitadas online. 

“No ano passado, mais de 66% da reserva de matrículas foram feitas pela web. Hoje (16), nas primeiras horas, já são mais de 80%. O que prova que a população está cada vez mais confiante no nosso trabalho”, destacou o diretor-presidente da empresa de Processamento de Dados Amazonas S/A (Prodam), João Guilherme de Moraes.

Este é o terceiro ano que tanto as vagas para novos alunos como também as transferências podem ser reservadas pela Internet, e a expectativa é que cada vez mais pais e responsáveis só necessitem ir às escolas pessoalmente para entregar a documentação do aluno para efetivar a matrícula.

“Após fazer a reserva do aluno online, os pais ou responsáveis têm até três dias úteis para levar a documentação à escola para comprovar os dados cadastrados e confirmar a matrícula (Certidão de Nascimento, comprovante de residência, três fotos 3X4 do aluno, carteira de vacina e RG do responsável). Se não puder ir à escola nesse prazo, e o responsável apresentar uma justificativa plausível, ele não deixará de ser atendido nem o estudante vai perder a vaga”, orientou a assessora de coordenação de matrícula da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc-AM), Diana Paixão.

Alunos que porventura não tenham nenhum dos documentos solicitados na hora de efetivar a matrícula não deixarão de serem matriculados nas redes pública municipal e estadual de ensino. É o que alerta a gerente de matrículas da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Darlene Liberato.

“Alunos estrangeiros podem ser matriculados apenas apresentando CPF ou passaporte, mas caso não tenha algum dos documentos solicitados para confirmar matrícula mesmo assim serão atendidos e matriculados, e ao longo do ano letivo podem providenciar esses documentos e apresentar na escola. O mesmo vale para alunos brasileiros ou crianças com necessidades especiais que precisem apresentar um laudo de comprovação de deficiência. Criança nenhuma ficará fora da escola por causa da falta de um documento”, frisou.

A reserva online segue até o próximo domingo (20), pelo site www.matriculas.am.gov.br (que também funciona como aplicativo em aparelhos celulares). A partir da próxima segunda-feira (21), iniciará um novo prazo de reserva e efetuação de matrículas para as vagas remanescentes, tanto para alunos novos quanto para os que desejam mudar de escola.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.