Publicidade
Manaus
Manaus

Para evitar que ocorrências nas festas de fim de ano, mais 4 presídios passam por revistas

Antes de iniciar a entrada de visitantes para as festas de fim de ano, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária realizou revistas preventivas em quatro unidades prisionais da capital e do interior amazonense 23/12/2015 às 15:10
Show 1
Nos quatro presídios, foram encontrados celulares, cordas, estoques, facas, dinheiro e carregadores. Drogas e bebidas alcoólicas também estão entre as apreensões.
joana queiroz Manaus (AM)

A segurança nos presídios durante as festas de final de ano levou a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) a realizar revistas preventivas em mais quatro unidades prisionais da capital e do interior.

Na manhã desta quarta-feira (23), o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) e o Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) no Km 8 da BR-174, passaram pelo procedimento. Na tarde de terça-feira, o trabalho foi realizado na Penitenciária Feminina de Manaus (PFM) e na Unidade Prisional de Tabatinga (UPT), distante 1.107 quilômetros de Manaus.

O secretario da Seap Pedro Florêncio, disse que o objetivo principal é garantir que não haja ocorrências durante as festas de fim de ano, quando as unidades recebem um número maior de visitantes.

Nos quatro presídios revistados foram encontrados celulares, cordas, estoques, facas, dinheiro e carregadores. Drogas e bebidas alcoólicas também estão entre as apreensões. No total, durante os quatro procedimentos, quase 100 telefones celulares foram retirados das unidades. Todo material está sendo analisado pela Coordenadoria do Sistema Penitenciário (Cosipe) e também pelo Departamento de Inteligência Penitenciário (Dipen). 

Segundo Pedro Florêncio, as revistas serviram também para desarticular planos de fuga, retirar materiais que não são permitidos e que podem ser utilizados como armas e, aumentar a segurança nas unidades para o fim de ano. “Vamos receber um público maior por conta das festas e precisamos garantir que as possibilidades de problemas serão mínimas”, ressaltou. 

Segundo ele,  as revistas foram para desarticular planos de fuga, retirar materiais que não são permitidos e que podem ser utilizados como armas

A equipe que participou da revista fez buscas pontuais em algumas celas onde havia a suspeita da existência de material com entrada proibida. A ação se estendeu também para a área externa das unidades onde foi verificada a possível saída de túneis para fuga de presos. 

O Natal dos internos começou ontem nas unidades prisionais. Desde a manhã os detentos começaram receber visitas, muitos que cumprem pena no sistema semi aberto começaram a sair para passar as festas em casa. Hoje os visitantes poderão deixar as unidades prisionais na madrugada do dia 25.

SAIBA MAIS

Além dos familiares cadastrados, que têm acesso às unidades no final de semana, está sendo permitida a entrada de um familiar não cadastrado nesse Natal. “Estamos fazendo um esforço maior para que todos sejam recebidos em segurança”, disse Pedro Florêncio. 

O secretário garantiu ainda que pretende melhorar a revista feita em visitantes que, para ele, é fundamental para evitar a entrada de material ilícito. “Estamos cobrando atenção e melhorias nas revistas a visitantes. Temos que trabalhar cortando o mal pela raiz e não quando todo esse material já estiver nas celas”.

Publicidade
Publicidade