Publicidade
Manaus
IRONIA

Moradora faz protesto e transforma buraco de rua em banheira ao ar livre na Zona Oeste

O protesto irônico foi feito por Clotilde Cordeiro dos Santos, 55; buraco no bairro Santo Agostinho foi provocado por vazamento de água 28/11/2017 às 22:03 - Atualizado em 29/11/2017 às 07:14
Show buraco
Clotilde fez do buraco uma ‘banheira’, onde se banhou com água do vazamento. Foto: Evandro Seixas
Rita de Cássia Manaus (AM)

Cansada de acionar a concessionária Manaus Ambiental para solicitar o conserto de um vazamento na tubulação da rua Beco União, no bairro Santo Agostinho, Zona Oeste, a autônoma Clotilde Cordeiro dos Santos, de 52 anos, teve uma ideia inusitada para chamar a atenção para o problema: ela montou o “Buracos Drink”. Uma barraca onde ela e outros moradores se juntaram para tomar banho e aproveitar o dia de sol.

“Essa foi a forma que nós encontramos para chamar atenção da empresa porque há três meses estávamos pedindo que a Manaus Ambiental viesse aqui para consertar esse vazamento. Não adianta a gente ficar ligando para o serviço de atendimento porque eles não vêm, então a gente precisa pedir ajuda para divulgar”, contou.

Além do desperdício, dona Clotilde relata que o vazamento provoca falta d’água nas torneiras da casa dela e dos outros moradores do entorno. “Como o cano passa aqui na frente da minha casa, a água na torneira ficou mais fraca, principalmenteno segundo andar, onde a água fica sem força para subir. Meu vizinhos também reclamam que a água  está mais fraca e falta muitas vezes”, disse.

De acordo com os moradores do Beco União, a cratera era maior. Mas eles se uniram e colocaram terra dentro do buraco Isso porque ele já causava prejuízos e transtornos a moradores e motoristas que passam pela rua. Até o caminhão do lixo que passa no local diariamente sofre com o buraco. A cratera atrapalha na passagem do veículo porque a rua é estreita.

Ainda segundo os moradores, a rua fica bastante escura durante a noite e muitos motoristas não enxergam o buraco a tempo de frear e acabam caindo nele, jogando água e lama em quem está perto. Clotilde tem um churrasquinho e um bar em frente de casa, que funciona durante a noite, e muitas vezes motoristas caem no buraco e jogam água nos clientes dela. 

“Já vi vários clientes meu tomarem banho aqui na frente enquanto esperam o churrasco ficar pronto. Até o meu empreendimento tem sido prejudicado por conta do buraco porque as pessoas evitam ficar aqui, já sabem que vão tomar banho de lama”, concluiu.

Reparos

Uma equipe de funcionários da concessionária Manaus Ambiental foi até a rua Beco União, no Santo Agostinho, Zona Oeste, na tarde de ontem, após o protesto bem humorado de Clotilde, para consertar o vazamento de água, que já durava mais de três meses. Um fiscal foi ao local e conversou com moradores e, depois, outra equipe fez o reparo do cano e o fechamento da cratera.

Publicidade
Publicidade