Publicidade
Manaus
NO CENTRO

Parada do Orgulho LGBT 2016 tem local definido e percorrerá avenidas de Manaus

Expectativa é que evento reúna 80 mil pessoas em concentração na praça Heliodoro Balbi, no dia 5 de novembro, a partir das 15h. Parada LGBT passará pelas avenidas Sete de Setembro e Eduardo Ribeiro 13/10/2016 às 11:50
Show parada gay
Parada LGBT obteve apoio da Defensoria Pública do Amazonas (Foto: Arquivo/AC)
acrítica.com Manaus (AM)

A Parada do Orgulho LGBT 2016 está marcada para o dia 5 de novembro e percorrerá parte das avenidas Sete de Setembro e Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus. Os organizadores ainda não haviam obtido apoio para o evento e procuraram a Defensoria Especializada na Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, da Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM), para intermediar uma solução junto aos órgãos públicos.

O núcleo de Direitos Humanos instaurou um Procedimento para Apuração de Dano Coletivo (PADAC), no final de setembro, para apurar as razões para a dificuldade de realização da Parada do Orgulho LGBT 2016. Após conversas com órgãos públicos que trabalham com a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) e que atuam em grandes eventos, ficou definido que o evento será realizado nas principais avenidas do Centro de Manaus.  

De acordo com o defensor público titular do núcleo de Direitos Humanos, Roger Moreira de Queiroz, o evento é importante porque promove a visibilidade das reivindicações da população do LGBT que, por se tratar de grupo vulnerável, tem o amparo da Defensoria Pública, instituição que tem a missão de zelar pelo respeito aos direitos fundamentais dos cidadãos. Roger Queiroz afirmou, ainda, que o evento merece inclusive ser incluído no calendário oficial de eventos do Município, a exemplo de como é feito no Estado de São Paulo.

A presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT Manaus, Bruna La Close, disse que a expectativa é que o evento reúna 80 mil pessoas. A concentração será na Praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia), a partir das 15h. À noite, às 19h, seguirá pela avenida Sete de Setembro em direção à avenida Eduardo Ribeiro e, de lá, até a esquina com a rua José Clemente.

Segundo Bruna La Close, as Secretarias de Estado de Assistência Social (Seas) e de Justiça e Direitos Humanos (Sejusc) já confirmaram apoio ao evento, bem como o Manaustrans e a Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp). Com a definição do local do evento, explicou a presidente da organização, estão em trâmite as licenças junto a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Departamento de Vigilância Sanitária (DVisa).

Publicidade
Publicidade