Publicidade
Manaus
REEDUCAR

Cetam e TJAM oferecem 1.160 vagas em cursos para presos em liberdade provisória

Por meio do projeto "Reeducar", o objetivo é oferecer oportunidade de qualificação profissional a fim de promover reinserção social 27/03/2018 às 10:10 - Atualizado em 27/03/2018 às 10:20
Show reuni o com tjam   26.03.2018
(Foto: Divulgação)
acritica.com Manaus (AM)

Uma parceria entre Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) vai oferecer 1.160 vagas para presos em liberdade provisória no primeiro semestre de 2018, por meio do projeto “Reeducar”.

A renovação da parceria foi discutida na tarde desta segunda-feira (26), em reunião entre o diretor-presidente do Cetam, professor José Augusto de Melo Neto, com a titular da 11ª Vara Criminal da Comarca de Manaus e coordenadora do Projeto Reeducar, juiza Eulinete Tribuzy, e equipe técnica. O objetivo é oferecer oportunidade de qualificação profissional a pessoas em liberdade provisória a fim de promover a reinserção social.

O diretor-presidente do Cetam destacou a importância da parceria. “A oferta das vagas no Projeto Oportunidade e Renda em conjunto com o Projeto Reeducar abraça exatamente a proposta do Cetam em proporcionar ao cidadão a qualificação e reintegração ao mercado de trabalho, com oportunidades iguais para todos”.

A oferta de cursos de qualificação profissional será concretizada por meio do projeto Oportunidade & Renda. No primeiro semestre serão oferecidas 1.160 vagas e 38 opções de cursos na capital. A seleção dos alunos será feita pelo TJ-AM.

Criado pela Resolução nº 14/2010 do TJ-AM, o Projeto Reeducar tem o objetivo de promover ações de reinserção social de liberados provisórios do sistema carcerário, com o apoio da Defensoria Pública do Estado do Amazonas. O projeto oferece atividades voltadas à inclusão social, com palestras, aconselhamentos, capacitação profissional, práticas empreendedoras e apresentação de programas assistenciais.

Publicidade
Publicidade