Publicidade
Manaus
ZONA CENTRO-OESTE

Passarela da Torquato Tapajós não corre risco de desabar, diz titular da Seminf

Pedestres continuam utilizando a parte da passarela que não foi afetada. A estrutura conta no momento com duas escadarias, sendo uma na parte central e outra no sentido bairro/Centro 13/02/2019 às 19:26
Show passarela xxxxx c542ebc1 7709 45fc bc95 c1547d319f8b
Foto: Sandro Pereira/ free lancer
Victor Gavirati e Rafael Seixas Manaus (AM)

Parte da passarela da Avenida Torquato Tapajós que continua de pé não corre o risco de desabar, segundo o titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Kelton Aguiar. Horas atrás parte da escadaria, no sentido Centro/bairro, despencou e causou prejuízos para os pedestres e condutores que utilizam, respectivamente, a passarela e a via.

Ainda segundo o secretário, maquinários estão sendo deslocados para a Torquato Tapajós para retirar os entulhos que caíram no igarapé que fica ao lado da estrutura afetada. O prefeito de Manaus, Arthur Neto, também está indo ao local fiscalizar as medidas adotadas. 

“Nós vamos abrir, tirar este entulho que está obstruindo a vazão das águas do igarapé e reconstruir o talude de contenção. Porém, eu afirmo que isso é em virtude da contenção particular. Isso é uma área particular. Estamos agindo, se não corre o risco de danificar o espaço público. Mas o problema foi o afunilamento por essas construções particulares”, disse Kelton.

As obras no local devem durar de 15 dias a 1 mês, pois, de acordo com o secretário, o período chuvoso pode atrapalhar os trabalhos. “A estrutura da passarela está normal, já foi avaliada, não corre risco de queda. A passarela vai ser interditada parcialmente por uma questão de acesso já que é impossível ele acontecer pela calçada do sentido Centro/bairro”, disse o titular da Seminf.

Pedestres na passarela

Pedestres continuam utilizando a parte da passarela que não foi afetada. A estrutura conta no momento com duas escadarias, sendo uma na parte central e outra no sentido bairro/Centro. Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) realizam paradas em alguns momentos para que os pedestres, que estão do lado Centro/bairro, possam atravessar e ter acesso à escadaria central e possam chegar ao lado da via no sentido bairro/Centro.

Além da Seminf e Manaustrans, há representantes da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

Publicidade
Publicidade