Domingo, 05 de Dezembro de 2021
POLÍTICA

Patriotas lança Menezes como pré-candidato à Prefeitura e Manaus

Ex-Suframa, Menezes liderou o conturbado processo de criação do partido de Bolsonaro, o Aliança pelo Brasil, e se aproximou do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado Josué Neto (PRTB)



SUFRAMA-Coronel-Alfredo-Menezes-Marcio-Melo-25_00139215_0_C032BE0C-C4BC-4BCC-A0E7-244CFC5A5448.jpg Foto: Divulgação
16/06/2020 às 10:05

O ex-superintendente da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) anunciou pelas redes sociais que lançará pré candidatura à Prefeitura de Manaus pelo Patriotas. O anúncio da candidatura vai ser feito nesta quarta-feira (17), às 16h00 num evento no auditório do Hotel da Vinci.

“Será uma grande honra poder estar participando deste processo democrático e tão relevante para a cidade que nasci, me criei e tanto amo”, postou Menezes em uma rede social.



Em fevereiro, o Patriotas tinha confirmado a pré-candidatura ao Executivo municipal do deputado estadual e presidente estadual do partido, Felipe Souza. À época, Menezes participou da solenidade.

Durante a temporada de um ano e três meses que comandou a Suframa, Menezes acumulou atritos com a bancada federal do Amazonas, principalmente com o deputado Marcelo Ramos (PL), que chegou a pedir apuração de um contrato sem licitação firmado entre a Suframa e a Construtora Brilhante para manutenção predial.

Em meio à queda de braços pela manutenção da alíquota do IPI do pólo de concentrados, Menezes acusou a bancada federal de querer se promover com a ZFM, em especial no caso dos incentivos fiscais do pólo de concentrados.

No dia 6 de fevereiro, o agora ex-superintendente anunciou pelas redes sociais um decreto do presidente Bolsonaro que entrou em vigor neste mês, fixando o IPI dos refrigerantes em 8%. Na época, o anúncio foi visto como mais do mesmo, mantendo a insegurança jurídica para empresas incentivadas pelo modelo.

Menezes liderou, no Amazonas, o conturbado processo de criação do partido de Bolsonaro, o Aliança pelo Brasil, e se aproximou do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado Josué Neto (PRTB). Ainda, com o prestígio adquirido pelo cargo e a proximidade com Bolsonaro, o ex-superintendente era cotado como potencial vice de Josué na disputa pela prefeitura de Manaus.

Sem registro

A candidatura de Menezes pode estar ameaçada antes de ser lançada, uma vez que nome do ex-superintendente não consta na lista de filiados, como atesta documento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os militares da ativa seguem regras diferentes. Eles não poder ter atividade partidária, por isso que somente se juntam aos partidos nas convenções. O prazo para registro na Justiça Eleitoral é até 15 de agosto. Menezes é coronel da reserva, a regra não se adequa, teria que estar filiado a partido político até 4 de abril


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.