Publicidade
Manaus
Mobilidade Urbana

Pedala Manaus vai ao Chile dar exemplos de projetos que deram certo aqui

‘Pedala Maninho’ e ‘Convivência Legal’, projetos desenvolvidos pelo grupo na capital, estão entre os destaques de Manaus no 5° Fórum Mundial de Bicicletas, que começou na última quinta e segue até terça-feira, no Chile 03/04/2016 às 16:15 - Atualizado em 03/04/2016 às 16:22
Show pedala maninho
Segunda edição do projeto Pedala Maninho que ocorreu em 2015 no bairro de Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus (Winnetou Almeida)
Isabelle Valois Manaus (AM)

Dois projetos implantados pelo Pedala Manaus na capital amazonense devem ser nosso “cartão de visita” durante o 5° Fórum Mundial de Bicicletas (FMB), que este ano acontece em Santiago, no Chile, desde a última quinta até a próxima terça-feira, com o tema “Energia Humana, Poder Cidadão”. 

Os projetos “Convivência Legal” e “Pedala Maninho” são os destaques desta que é a quarta participação do Pedala no evento, revelou um dos coordenadores do Pedala Manaus, Paulo Aguiar. “O Pedala Manaus torna a apresentar para o mundo iniciativas bem sucedidas e esperar trazer na bagagem mais conhecimento e novas experiências para influenciar na concepção dos espaços públicos para a bicicleta e políticas públicas de mobilidade urbana”, disse.

Para quem não conhece, a “Convivência Legal” é uma atividade em que voluntários do movimento, que também são ciclistas, vão até as empresas de transporte de passageiros para fazer uma manhã de conscientização com os motoristas de ônibus, a fim de reduzir a violência no trânsito. O projeto tem duas etapas: a primeira é uma rodada de conversa entre motoristas e ciclistas, onde são debatidas soluções para os problemas de mobilidade urbana envolvendo ciclistas e rodoviários. Direitos e deveres de motoristas e ciclistas também estão entre os temas das conversas. 

A segunda tapa é a parte prática, em que motoristas e ciclistas trocam de lugar. O objetivo é simular a famosa “fina” e o “buzinaço” a que motoristas de ônibus submetem os ciclistas nas ruas diariamente e, assim, sensibilizá-los a evitar essa prática.  No final das atividades, há uma nova rodada de conversa para exposição das percepções. O programa é feito de forma voluntária, gratuita e sem custos para as empresas.

O outro projeto levado para o FMB, no Chile, é o “Pedala Maninho”, que há dois anos faz a alegria da criançada e de outros moradores de bairros da periferia de Manaus. A iniciativa, também voluntária, beneficia comunidades da periferia de Manaus com um dia inteiro voltado a palestras sobre mobilidade urbana, atividades recreativas, teatro de fantoches e até serviço de manutenção grátis de bicicletas. A escola desses bairros, segundo os organizadores, se dá por eles concentrarem os maiores índices de uso de bicicletas nas ruas, pelos moradores. 

A escolha dos projetos
Esta não é a primeira vez que o Pedala Manaus! expõe um projeto no FMB. Em 2013, o destaque foi o projeto “Quinta Coletiva”, uma atividade de Bike Anjo coletivo que orienta os novos ciclistas a pedalarem nas ruas movimentadas da capital. 

O “Transversalizando o Trânsito”, projeto realizado em parceria com a Prefeitura de Manaus, foi apresentado em 2014 e demonstrou como os mais de 2.000 professores da rede de ensino  municipal foram capacitados a conscientizar os estudantes sobre o trânsito e o uso das bicicletas. 

Na 4ª edição, em 2015 o Pedala levou para Colômbia o projeto das “Estações de Reparos Rápidos de Bicicletas” e uma pesquisa que levou o tema “Bicicleta e Saúde Mental”. “Conseguimos mostrar ao mundo que Manaus também está na luta pela mobilidade”, disse Paulo Aguiar, responsável por apresentar os projetos neste ano.

No encontro de 2016, está garantida a presença de outros 40 brasileiros das cinco regiões do País, alguns dos quais farão a apresentação de trabalhos, cujas temáticas estão relacionadas a pesquisas sobre ferramentas de avaliação da eficiência das políticas a favor da bicicleta, conscientização e educação no trânsito, integração entre os modais de mobilidade, entre outros assuntos.

Encontro está na sua 5ª edição

O Fórum Mundial da Bicicleta (FMB) é o mais importante evento cidadão global a favor da bicicleta.   Organizado e produzido por cidadãos em favor de ciclismo e mobilidade sustentável de cada cidade-sede, a cada ano, tem o apoio de voluntários de outros países, especialmente aqueles ligados à organização dos fóruns anteriores, desde 2012, o primeiro ano. Os tópicos abordados no FMB são projetos de pessoas, grupos, ONGs, academias, mídias, empresas e entidades do governo que, juntos, visam alcançar uma mudança positiva no trânsito. A 5ª edicão do fórum  tem como tema: “Energia Humana, Poder Cidadão” e o objetivo de gerar equidade no uso do espaço público através da “mobilidade humana” e promover a autonomia do cidadão, utilizando a “energia humana renovável”. A programação teve início quinta-feira e termina na próxima terça.

Fórum criado após acidente

O FMB foi criado no Brasil, após um atropelamento em massa ocorrido em 25 de fevereiro de 2011, quando o motorista de um carro atropelou, deliberadamente, mais de 20 ciclistas que participavam de um protesto, em Porto Alegre.

Publicidade
Publicidade