Publicidade
Manaus
Manaus

Pedreiro é executado e família suspeita de crime passional

A família acredita que Gledson Pereira da Silva, 24, tenha encomendado o crime por achar que a vítima tinha uma relação com sua ex-mulher 15/01/2015 às 15:47
Show 1
O crime será investigado pela DEHS
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Com quatro tiros, o pedreiro Aildo Rocha Abensur, 34, foi executado, na noite desta quinta-feira (14). O crime ocorreu na Beco Buriti, bairro Nova Esperança 2, Zona Centro-Oeste.

O suspeito foi identificado como Gledson Pereira da Silva, 24, pela Polícia Civil que está foragido. A família acredita que Gledson tenha encomendado o crime por achar que a vítima tinha uma relação com sua ex-mulher, Bárbara Ribeiro da Costa, 24.

Conforme os familiares, o suspeito já havia ameaçado vítima de morte. De acordo com a tia, Zita Abensur, 40, o sobrinho não tinha caso com a moça, mas era muito amigo dela. "Ele criou isso na cabeça dele. Ele está alucinado e obcecado por ela, meu sobrinho não fez nada", lamentou. 

Segundo Zita, três homens cercaram o pedreiro e um deles atirou. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Publicidade
Publicidade