Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019
FALTOSOS

Pelo 3º ano consecutivo, Amazonas é o estado com maior número de faltosos do Enem

Os dados estão relacionados ao primeiro dia do Enem 2018. Dos 123.800 inscritos, 32,6% não compareceu. Na contramão, a nível nacional, foi o menor percentual de abstenções desde 2009



369_A34AB823-B4F9-4DDE-B279-2B5526D8E3A5.jpg Foto: Jorge Llach
04/11/2018 às 20:29

Pelo terceiro ano consecutivo, o Amazonas foi o estado brasileiro com maior número de faltosos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os dados estão relacionados ao primeiro dia do Enem 2018, ocorrido hoje (4), com as provas de linguagem, ciências humanas e redação. No próximo domingo (11) vão ocorrer provas de ciências da natureza e matemática.

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 123.800 pessoas se inscreveram para fazer as provas do Enem 2018 no Amazonas e 67,4% delas compareceram aos locais, isto é, 83.441 presentes. O número de abstenções no Estado é o maior do País: foram 40.359 faltosos, um índice de 32,6%.



Ano passado, em 2017, o número de ausentes do primeiro dia do Enem no Amazonas ainda foi maior: 39,1%, também sendo recorde nacional, onde a média era 29,8%. No segundo dia do Enem 2017 ainda mais pessoas faltaram às provas, 42,9%. Foram 165.078 inscritos no segundo dia e cerca de 70 mil ausentes – a média nacional era 32%.

Já no ano 2016 o Amazonas também foi recorde de abstenções no Enem no País, com 37% de faltosos. Em todo o Brasil, naquele ano, o número de ausentes tinha sido 30,01%. No Enem de 2015, o Amazonas havia sido o segundo maior em abstenções, com 31,91%, perdendo apenas para Roraima, com 34,91% de faltosos.

Menor abstenção desde 2009

Na contramão do Amazonas, o número de abstenções no resto do País indica que 2018 foi o ano com menor percentual de ausentes desde 2009, com 24,9% de faltosos, cerca de 1,4 milhão de estudantes do total de 5,5 milhões de inscritos.

Até então a menor porcentagem de ausentes havia sido registrada em 2011, quando 26,4% não fizeram as provas. De acordo com o ministro da Educação, Rossieli Soares, o número final de faltantes do Enem 2018 deverá ser divulgado no segundo dia do exame, no domingo 11 de novembro. Aqueles que comparecerem no segundo dia de prova serão considerados presentes.

Para o ministro da Educação, a redução das faltas a nível nacional se deve, entre outros motivos, pela mudança nas regras do exame. Os estudantes isentos que faltarem perderão a isenção no próximo Enem caso não justifiquem a ausência. Além disso, contribuiu o fato das provas serem realizadas em dois domingos e não mais em um sábado e um domingo. “Importante termos esse resultado. Avançarmos na questão dos ausentes", diz Soares. Na avaliação dele, a logística “funcionou e está funcionando maravilhosamente bem”, disse à Agência Brasil.

Segundo dia de provas

O segundo dia de provas do Enem 2018 será domingo (11), quando os estudantes farão provas de ciências da natureza e matemática. A estrutura para aplicação do Enem envolve 10.718 locais de aplicação, 155.254 salas e mais de meio milhão de colaboradores. Foram impressas 11,5 milhões de provas de doze Cadernos de Questões diferentes. Haverá ainda uma videoprova em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Ao todo, são quase 600 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame.

A nota do exame poderá ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Gabarito

O gabarito oficial do Enem 2018 será divulgado pelo Inep até 14 de novembro. Já o resultado deverá ser divulgado no dia 18 de janeiro de 2019. Ao todo, 5.513.726 estudantes estão inscritos para fazer o exame em 1,7 mil cidades.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.