Publicidade
Manaus
Chuvas superam índices de 2012 no mesmo período

Período de chuvas em Manaus já supera volume registrado em 2012

De janeiro até o dia 25 de março de 2013, a precipitação acumulada já supera a registrada no mesmo período em 2012 26/03/2013 às 07:40
Show 1
No último fim de semana, os temporais que atingiram Manaus provocaram 53 ocorrências registradas pela Defesa Civil,entre elas, desabamento de residências
Carolina Silva ---

A precipitação acumulada no primeiro trimestre deste ano em Manaus, isto é, o volume de chuva registrado do dia 1º de janeiro até essa segunda-feira(25), pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), já superou o que foi registrado no mesmo período de 2012. O aumento de chuvas também elevou o número de ocorrências registradas pela Defesa Civil do Município. Neste primeiro trimestre, já foram 240 a mais que no ano anterior.

Do dia 1º de janeiro até essa segunda, 882 ocorrências foram registradas pela Defesa Civil municipal. Este total soma as ocorrências de alagamentos e deslizamentos de barrancos neste período chuvoso na capital amazonense. No mesmo período do ano passado, foram 642 ocorrências desses tipos. A Defesa Civil do Município atribui esse aumento no número de ocorrências ao volume de precipitação de chuva que está sendo maior nestes primeiros meses do ano.

De acordo com o Inmet, com base nas informações de precipitação acumulada mensal, o total acumulado desde o dia 1º de janeiro até o  dia  25  de  março de 2012 foi de 908,2mm. Este valor foi inferior ao registrado para o mesmo período deste ano, que foi de 987,5mm (igual a 79,3 mm).


“Estamos no trimestre bastante chuvoso na maior parte da região Amazônica, marcado pela presença da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) que é responsável por grande parte da precipitação na Amazônia. No mês de março, ainda tivemos sucessivos eventos da Zona de Convergência de Umidade (ZCOU) que favoreceram a formação de sistemas precipitantes, com características do tipo estratiforme (contínuas e por tempo prolongado)”, explicou o meteorologista do Inmet, Ivan Saraiva. Segundo ele, chuvas  contínuas  por tempos prolongados favorecem o deslizamento de encostas e alagamentos. 

Conforme o Inmet, a ZCOU é uma região de convergência de umidade em baixos e médios níveis que ocorre devido à associação de um sistema frontal localizado no Sudeste do país e da convecção de calor e umidade no Norte do País, sendo responsável por abundante nebulosidade (tempo nublado) e precipitação (chuvas).   

Entretanto, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a partir de abril, o Sul da Amazônia inicia a transição para a estação seca e em maio ampliam-se as áreas com precipitações inferiores a 100 mm.

Estragos durante o fim de semana

Durante o último fim de semana, a Defesa Civil do Município registrou 53 ocorrências ocasionadas pelas chuvas registradas na capital, por meio do número de emergência 199.

Entre as ocorrências, foram registrados 12 pontos de alagamentos nas Zonas Leste e Sul, oito riscos de desabamento de casas, sete desabamentos parciais de residências, quatro desabamentos de muro, três riscos de desabamento de muro, três ocorrências de rachadura em parede de residência, quatro deslizamentos de barranco, dois riscos de tombamentos de árvores, dois tombamentos de árvores, um risco de desabamento de ponte, um desabamento de ponte, um risco de deslizamento de barranco.

Publicidade
Publicidade