Domingo, 05 de Julho de 2020
ALERTA

Período de queimadas urbanas no AM exige maior cuidado com a saúde

Inflamações ocorridas nas vias respiratórias mais comuns, neste período, são a sinusite, faringite e bronquite; veja os principais cuidados a serem tomados



RESPIRA_72CED7FB-FCB0-4285-B338-7816BA72E35F.jpg Foto: Euzivaldo Queiroz
05/08/2019 às 07:20

A exposição à fumaça proveniente de queimadas pode agravar problemas respiratórios em pessoas que já possuem algum tipo de doença relacionada aos pulmões, afirmam especialistas em saúde. Nesse período chamado de “verão amazônico”, o calor intenso contribui para as incidências de queimadas urbanas em todo Estado e estas, consequentemente, afetam a qualidade de vida da população.

Segundo o médico pneumologista e geriatra, Euler Ribeiro, é nessa época que acontecem as infecções tanto na pele quanto nas vias respiratórias. “Para aqueles já têm problemas respiratórios, ou por uso de cigarro ou por inalar fumaça rica em gás carbônico, acrescenta uma alteração de descamação dos alvéolos pulmonares, com isso acelera o processo e permite que bactérias possam penetrar e trazer infecções pulmonares em crianças, adultos e idosos, principalmente idosos que estão acamados”, destacou.  



Ribeira destaca ainda, que qualquer faixa etária que se exponha a fumaça poderá apresentar ressecamento da pele devido a falta de umidade - fato que contribui para escamações e alterações infeccionas suscetíveis a bactérias. “Por isso é de suma importância chamar a atenção das autoridades para contenção dessas queimadas”, acrescentou ele.

Para se ter uma dimensão do problema, de janeiro a julho deste ano, o Amazonas registrou 1.699 focos de calor. Do total detectado nos primeiros sete meses deste ano, o mês de julho, quando inicia o período de estiagem, contribuiu com 80,7%, com 1.372 focos de calor.

A médica pneumologista Joyce da Silva Matsuda, da Policlínica Cardoso Fontes, vinculada a Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam), destaca que as inflamações ocorridas nas vias respiratórias mais comuns, neste período, são sinusites, faringites e bronquites. Conforme ela, em casos mais graves, pode ocorrer  a evolução para uma pneumonia.  “Os sintomas são coriza, obstrução e tosse seca por irritação da faringe e brônquios. É nessa época, que aumentam e muito as demandas por problemas respiratórios tanto nos Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) como nos ambulatórios das Unidades Básicas de Saúde”, afirma Matsuda. 

Recomendações

Para tentar minimizar os impactos de doenças do tipo, principalmente nessa época de maior incidência de queimadas, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) faz algumas recomendações como: evitar ficar próximo de lugares onde estejam ocorrendo queimadas e denunciar o problmea aos órgãos competentes, hidratar-se bem, umidificar o ambiente de casa e/ou do trabalho e, em caso de urgência ou emergência, procurar ajuda médica.

 “Se você não tem um nebulizador em casa, e tem chuveiro elétrico, recomendo que acione a água quente do chuveiro, feche a porta do banheiro e quando estiver bastante vapor lá dentro feche o registro, ponha uma cadeira e se sente. Fique por aproximadamente 10 minutos, inspirando e expirando de boca aberta para fazer a hidratação dos brônquios e dos alvéolos. Caso não tenha nada disso em casa, tome de hora em hora, um copo d'água, o importante é não deixar de se hidratar”, orienta o médico pneumologista, Euler Ribeiro.

Denúncias

Os casos de queimadas irregulares podem ser denunciados ao Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) por meio dos telefones (92) 2123-6715 e 2123-6729, das 8h às 17h, ou pelo (92) 98455-7379 (WhatsApp). A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) também possui contato para denúncias através do 0800-092-2000, de segunda à sexta, em horário comercial, sendo importante apontar o responsável pela queima para que o órgão oriente e puna, se for o caso, o autor.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.