Terça-feira, 25 de Junho de 2019
Manaus

Permissionários do Mercado Municipal Adolpho Lisboa poderão obter até R$ 20 mil em linha de crédito

Recurso da Afeam é destinado à compra de materiais e investimento em capital de giro. Os juros são de 0,30% ao mês



1.jpg Restauração do “Mercadão” foi retomada na atual administração, que marcou para outubro a sua inauguração
17/09/2013 às 09:26

Permissionários do Mercado Municipal Adolpho Lisboa, que será reaberto ao público no dia 24 de outubro, já podem procurar a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) em busca de linhas de financiamento para a compra de materiais e investimento em capital de giro. Pelo menos 180 feirantes estão cadastrados para obter recursos, mas antes terão seu cadastro analisado pelos órgãos de restrição ao crédito para o financiamento ser liberado, sendo necessário ter cinco avalistas. “Acreditamos que os cadastros aprovados caiam pela metade quando passar pela análise de crédito”, informou o presidente da Afeam, Pedro Falabella.

O encontro dos feirantes com a Afeam foi promovido nessa segunda-feira (16)  pelo deputado estadual Marco Antônio Chico Preto.

Segundo Falabella, a agência já dispunha de linhas de financiamento para feirantes e vendedores ambulantes em parceira com a Prefeitura de Manaus, através de recursos do Fundo de Financiamento a Micro e Pequenas Empresas (Fumipeq). A diferença dessa vez é que a rubrica é exclusiva do Estado.

Os permissionários podem financiar até R$ 20 mil para a compra de materiais, com carência de até quatro anos, ou capital de giro, com carência de um ano. Os juros são de 4% ao ano ou até 0,30% ao mês caso a dívida seja paga em dia.

“Qualquer um empreendedor pode obter financiamento conosco. No caso do pessoal do Adolpho Lisboa é porque vai ser inaugurado em breve”.

A Prefeitura garante que o mercado Adolpho Lisboa será entregue no dia do aniversário de Manaus, após uma reforma que durou 8 anos, desde que foi parcialmente destruído em um incêndio.

Os permissionários que atuam na comercialização de descartáveis, artesanatos, peixes, horti-frutti e estivas no antigo mercado trabalhavam alojados em uma galeria paralela. Agora eles estão passando por cursos de qualificação sobre padronização do atendimento, manuseio de alimentos, e ainda, conhecimentos históricos de Manaus e do Adolpho Lisboa

Durante o encontro de trabalho com os representantes dos permissionários que atuam na comercialização de descartáveis, artesanatos e estivas, Chico Preto ressaltou o compromisso de promover ações destinadas a fortalecer as atividades produtivas em todo o Estado.

No caixa há R$ 100 milhões

Em 2013, a Afeam tem R$ 100 milhões em recursos disponíveis para financiamentos do micro ao médio empresário, bem como ao profissional liberal. É só se apresentar no balcão de negócios da Afeam, que fica localizada na avenida Constantino Nery, n° 5733 – Flores, levando documentos pessoais e comprovação que exerce a atividade para a qual está pedindo empréstimo.

O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira de 9h às 15h.

Em 14 anos de atuação, a agência de fomento já atingiu a marca de 127 mil operações contratadas em todo o Estado, totalizando mais de R$ 1 bilhão aplicado.

O setor de comércio/serviço obteve maior destaque em valor aplicado, devido a grande demanda na capital e no interior, totalizando 54.536 operações, com mais de R$ 467 milhões aplicados, seguido pela indústria com 28.147 operações e R$ 274 milhões investidos. As atividades de âmbito rural alcançaram 44 mil operações, somando aproximadamente 265 milhões.

A Afeam atua nos 62 municípios do Estado onde apoia a expansão e modernização de empreendimentos em todos os setores da economia.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.