Publicidade
Manaus
Manaus

Personagens do 'Caso Marcelaine' vão depor em Juízo nesta sexta (6)

A audiência de instrução, interrogatório e julgamento do caso que chocou Manaus está marcada para iniciar às 8h30 no Fórum Henoch Reis 06/03/2015 às 08:57
Show 1
Marcelaine deverá contar, pela primeira vez, sua versão para os fatos na audiência
Joana Queiroz Manaus (AM)

A estudante do curso de Direito  Denise Almeida da Silva, Marceleine Schumam e o empresário Marcos Souto, deverão se encontrar nesta sexta-feira (6) no Fórum Henoch Reis, localizado na avenida André Araújo, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul de Manaus, onde deverão ser ouvidos pela primeira vez em juízo.

Eles são personagens de um triângulo amoroso que por pouco não terminou com o assassinato de Denise. Além destes, o marido da vítima Erivelton Barreto, 39, foi arrolado pelo Ministério Público como testemunhas de acusação.

Eles, assim como os outros réus do caso Charles ‘MacDonald’ Lopes Castelo Branco, Karen Arévalo Marques e Rafael Leal dos Santos serão interrogados pelo juiz Mauro Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri, e o promotor de Justiça, Rogério Marques, na audiência de instrução, interrogatório e julgamento. A audiência está marcada para iniciar às 8h30 no Fórum Henoch Reis.

Mauro Antony disse que os interrogatórios vão começar com Denise, vítima no processo, seguido das testemunhas de acusação, das de defesa e os réus. O magistrado ressaltou que na audiência desta sexta-feira (6), os réus ficarão sabendo se eles serão levados a julgamento pelo Tribunal do Júri. 

Na mesma ocasião, Marcelaine pretende apresentar pela primeira vez, a sua versão sobre o caso, no qual aparece como a mentora da tentativa de homicídio de Denise.

Durante a instrução do inquérito policial, Marcelaine preferiu não responder as perguntas feitas pelo delegado Paulo Martins dizendo que só falaria em juízo. No inquérito, Denise negou ter tido qualquer envolvimento amoroso com Marcos, este, disse que a conhecia e revelou que tinham uma amizade chegada com Marcelaine que já duravam nove anos e Erivelton confirmou a versão apresenta por Denise e ainda disse que não acreditava que a mulher o traía.

A trama foi revelada pelos suspeitos “Salsicha”, autor dos disparos; Mac, que fez a intermediação do crime entre Salsicha e Marcelaine; Karen, que arrumou a arma. Mac confessou que conheceu Marcelaine quando trabalhava como promotor de vendas no Studio 5.

Segundo ele, Marcelaine lhe ofereceu R$ 7 mil para assassinar Denise ou deixá-la aleijada. O mesmo chamou Salsicha e lhe ofereceu R$ 3,5 e este topou fazer o “serviço”. O atirador procurou Karen dizendo que precisava de uma arma de fogo e ela conseguiu o revólver por R$ 200.

Detalhes

De acordo com as investigações, Marcelaine forneceu a fotografia da vítima aos executores, assim como os locais – academia, salão de beleza e faculdade – e os endereços onde Denise Almeida poderia ser encontrada.

Salsicha, autor dos disparos, disse que só aceitou fazer o serviço porque estava desempregado e queria fazer a festa de aniversário de um ano do filho, mas acabou não fazendo, porque a sua mulher descobriu a origem do dinheiro e disse que não ia fazer festa para o filho com dinheiro sujo. 

Denise foi atingida com um tiro de arma de fogo quando saía de uma academia, no Centro, durante na manhã do dia 12 de novembro do ano passado. Ela teria recebido ligações de um número não identificado antes do crime. O telefone de Denise desapareceu no dia crime e nunca foi encontrado. Há suspeita que ela tenha dado o fim do celular com objetivo de apagar informações que levasse a polícia descobrir a motivação do crime.

Entenda melhor os detalhes e personagens desta surpreendente trama aqui.

Publicidade
Publicidade