Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
INCLUSÃO

Pessoas com deficiência terão tratamento diferenciado na Arena

Servidores da Seped fizeram visita técnica no local para designar atividades de recepção e atendimento aos PcDs que prestigiarem a partida final da série D



25_A13C3C7A-70A0-4ACD-A4FE-985C4EB285B4.jpeg Foto: Divulgação
14/08/2019 às 16:56

Servidores da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped) estiveram, na tarde desta quarta-feira (14), na Arena da Amazônia, para conhecerem o espaço do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) do local, além de saberem onde vão desenvolver as ações do órgão no trato às pessoas com deficiência que se fizerem presente na final da série D do Campeonato Brasileiro.

Além da titular da pasta, Viviane Lima, e dos servidores, estavam presentes na visita o tenente-coronel Honda, coordenador local do CICC, o diretor de controle e gestão do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Sandro Moacir, e o diretor do Programa Estadual de Proteção e Orientação do Consumidor (Procon-AM), Jalil Fraxe.

A visita ao local da partida entre Manaus F.C e Brusque (SC) foi um pedido da secretária da Seped. Ela busca garantir a aplicabilidade da Lei 241, que diz no artigo 16 do capítulo 2 ficar instituída “a gratuidade para pessoas com deficiência e meia-entrada para seu acompanhante nos eventos em salas de cinema, em espetáculos de teatro e circo, em museus, parques e eventos educativos, esportivos, de lazer, culturais e similares”.

“Não tivemos problemas quanto a isso no último jogo e precisamos continuar mantendo o que diz a lei. Mas, foi visto alguns probleminhas no trato com a PcD. Então, pedimos aos colegas para que viessem conosco aqui para apresentarmos o que a gente precisa. São pequenos ajustes, mais uma forma de conscientizar. Muitas das vezes falta o mínimo, apenas o bom senso”, ressaltou Viviane.

A Lei 241 fala ainda que o acompanhante da PcD tem o direito de pagar 50% do valor correspondente ao que vem sendo cobrado no ingresso.

Ação

No dia do jogo, os servidores da Seped vão atuar desde o entorno da Arena, orientando qual é o espaço destinado às PcDs e fiscalizando se seus direitos estão sendo garantidos. O torcedor PcD que optar por usar táxi ou corridas por aplicativo podem ficar na Vila Olímpica. Lá uma van sairá em direção ao estádio durante todo o decorrer da partida.

Mas, quem optar por ir de carro particular, terá a disponibilidade do estacionamento feito pelo portão D, com entrada pela rua Lóris Cordovil.

Como adquirir

Os ingressos para a final (Manaus F.C. x Brusque), que acontece a partir das 15h deste domingo (18), estão sendo vendidos na Arena Amadeu Teixeira, localizada na avenida Constantino Nery, e no Estádio da Colina, na avenida Presidente Dutra, no São Raimundo.

As PcDs vão ter acesso gratuito ao jogo, desde que apresentem nas catracas de entrada o RG/CNH, mais um dos seguintes documentos que ateste a deficiência: Passe Livre, Passe Legal, laudo médico ou as carteirinhas emitidas pelas associações dos segmentos. 

Receba Novidades

* campo obrigatório
News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.