Sábado, 24 de Agosto de 2019
Único sem queimaduras

Piloto de aeronave que caiu em Manaus foi arremessado e o único sem queimaduras

João Jerônimo da Silva Neto, que conduzia o avião de pequeno porte, foi uma das vítimas fatais



07/12/2016 às 10:30

O piloto João Jerônimo da Silva Neto, que conduzia o avião de pequeno porte que caiu em Manaus na manhã desta quarta-feira (7), foi arremessado a cerca de dez metros para fora da aeronave durante a queda. Ele foi a única vítima a não sofrer queimaduras, conforme informou o Corpo de Bombeiros. Ao se chocar com o chão, o avião explodiu. As informações foram confirmadas pelo tenente João Filho, do Corpo de Bombeiros.

Familiares do piloto foram ao local do acidente, uma área verde localizada no bairro Parque Dez, na Zona Centro-Sul da capital. Segundo o primo do piloto, Mário Jorge Pinho Junior, o comandante da aeronave era oriundo de Natal (RN), mas morava na capital amazonense há anos. Segundo Mário Jorge, João Jerônimo era casado e tinha uma filha de nove anos de idade. Conforme o primo, o piloto já havia feito outros voos de emergência e era considerado um ótimo profissional.

Seis vítimas

Uma aeronave de pequeno porte com seis pessoas caiu por volta das 8h desta quarta-feira (7) em Manaus em uma área verde no bairro Parque Dez, na Zona Centro-Sul da capital, nas proximidades do supermercado Veneza e do condomínio Miami. Conforme os bombeiros, cinco pessoas morreram, incluindo o piloto e uma criança de 4 anos. Uma vítima foi resgatada com vida.

As vítimas do acidente foram identificadas como João Jerônimo da Silva Neto, que era o comandante da aeronave, Ana Alice Gomes, de 4 anos, João Frederico, Jefferson Juarez, Henrique Tiez Neto e Ruan Lemos. Ainda não se sabe qual deles é a vítima resgatada com vida. O sobrevivente era passageiro da aeronave e foi levado com ferimentos e queimaduras graves para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto.

Novo Aripuanã

A aeronave foi identificada como um modelo Embraer 720, da empresa Tio Táxi Aéreo, e decolou às 7h45 do Aeroclube de Manaus com destino ao município de Novo Aripuanã, localizado a 227 quilômetros da capital. Testemunhas afirmaram que o avião caiu de uma altura considerável e explodiu ao se chocar com o chão. A área foi isolada e os bombeiros controlaram os focos de incêndio para, posteriormente, resgatar os corpos das vítimas fatais.

Uma equipe do VII Sétimo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa), da Aernáutica, foi ao local para investigar as causas do acidente. Também se fizeram presentes equipes do Corpo de Bombeiros, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Polícia Civil, Polícia Militar.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.