Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020
ECONOMIA

PIM tem crescimento de 11% no primeiro semestre, diz superintendente da Suframa

Alfredo Menezes disse que durante o ano 144 projetos foram aprovados, além de 9.500 empregos diretos gerados. A próxima reunião do CAS será no dia 20 de fevereiro de 2020



SUFRAMA_12345_BA46BF50-3ACC-49FF-89C1-80A688CF5785.JPG Foto: Divulgação
05/12/2019 às 14:22

O superintende da Suframa, Alfredo Menezes, afirmou que a economia da região teve um balanço positivo em 2019, totalizando 11% de crescimento. De acordo com o superintendente, 144 projetos foram aprovados em três reuniões do Conselho de Administração Suframa (CAS), neste ano, que resultaram na criação de 9.500 empregos diretos e investimento e investimos na faixa de U$ 1.1 bilhão (R$ 4.186.400 bilhões).

A declaração foi dada após a 289ª Reunião Ordinária do CAS realizada ontem (5) no auditório da Suframa, no Distrito Industrial, Zona Sul de Manaus. Na ocasião houve a aprovação de uma pauta com 31 projetos industriais, sendo 14 de implantação e 17 de diversificação, ampliação ou atualização.

Os projetos estimam investimentos totais de US$ 198.39 milhões (R$ 830.54 milhões) e faturamento previsto de US$ 869 milhões (R$ 3.637.981.600 milhões), além da geração de 1.174 empregos no Polo Industrial de Manaus (PIM) até final dos três primeiros anos de operação.

"A economia brasileira teve uma recuperação. Cresceu pouco. Mas aqui no Polo Industrial de Manaus (PIM), o crescimento foi fora desse padrão. Tivemos no primeiro semestre 11% de crescimento e estamos terminando o ano com muitas realizações.  E hoje, deliberamos as próximas reuniões do CAS", disse Menezes, anunciando que a próxima reunião do Conselho vai ser no dia 20 de fevereiro de 2020.



Alfredo Menezes acrescentou que 2019 encerrou com a inflação em torno de 3% e a taxa juros em 4,5 % e frisa que estes percentuais são positivos para o desenvolvimento do Brasil. Em relação ao reflexo na alta no valor do dólar, o superintendente disse que seria mais positivo para as empresas do PIM que cotação estivesse mais baixa. "Eu e todos os brasileiros temos a expectativa que o dólar abaixe. Isso contribui para melhorias na economia como um todo", frisou Menezes.

O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) do Ministério da Economia, Carlos Alexandre da Costa também afirmou que as atividades na ZFM foram positivas. Ele acrescentou que o desenvolvimento do crescimento econômico na região é resultado da segurança jurídica e que o Governo Federal trabalhou para a redução de burocracias.

"Reconhecemos a importância da Zona Franca de Manaus para região Norte. No ano que vem queremos estimular novas áreas. Simplificar e viabilizar as ações do setor de cosméticos e outros setores modernos para que a economia da região continue se desenvolvendo", disse o secretário.

Dentre os projetos aprovados na última reunião do CRA em 2019, investimento em uma fábrica de componentes eletrônicos foi deliberado. A Adata Electronics apresenta o projeto de implantação com investimento total de US$ 117.6 milhões para fabricação de memória SSD (Solid State Drive) e memória RAM. Se aprovado, a previsão é de 84 novos empregos até o terceiro ano de instalação da fábrica no PIM.

Também foi destaque da pauta a iniciativa da empresa Samsung Eletrônica que apresenta projeto de diversificação para a fabricação de "smartwatch", com investimento total de US$ 264.9 milhões e a expectativa de geração de 43 empregos.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.