Publicidade
Manaus
ASSALTO A CARRO

‘Piores horas da minha vida’, diz mãe de menina levada durante roubo de carro

A pequena Dannayla, de 3 anos, estava dormindo na cadeirinha, no banco de trás, quando assaltantes abordaram a tia e levaram o veículo 12/02/2017 às 20:53 - Atualizado em 12/02/2017 às 20:58
Show portal 44
Foto: Euzivaldo Queiroz
Isabelle Valois Manaus (AM)

“Foram as três piores horas da minha vida”. Essas foram as palavras ditas pela autônoma Léa Serra de Seixas, 40, mãe da pequena Dannayla, de 3 anos, que foi levada por assaltantes dentro do carro roubado da família na noite de ontem, sábado (11), em Manaus. “Graças a Deus conseguimos localizar a minha filha bem e com vida. Sempre serei grata pelas duas moças que a encontraram e a socorreram. Assim que susto passar irei visitá-las e agradecer pessoalmente”, disse.

Tudo começou na noite de ontem, quando a mãe da menina fazia entrega de encomendas em uma casa na rua Ramos Ferreira, no Centro de Manaus. O carro, um Renault Logan de cor cinza e placas NOS-3483, era dirigido pela irmã de Léa, Merinelva Serra Silva, 53. No banco de trás, na cadeirinha, estava a pequena Dannayla, dormindo. Segundo Léa, ela foi fazer a entrega enquanto a irmã e a filha ficaram no veículo, esperando.

Segundos depois, Merinelva foi abordada por três homens armados que a obrigaram a sair do carro. A tia da criança saiu correndo pedindo ajuda, mas já era tarde. O veículo havia sido levado com a pequena Dannayla junto. A criança só foi encontrada metros depois dali, na rua Ferreira Pena, também no Centro. Ela foi abandonada pelos assaltantes e resgatada por uma família, que postou fotos de Dannayla nas redes sociais e que facilitou a localização dela.

O veículo só veio ser encontrado no final da tarde de hoje, no Parque das Nações, na Zona Norte de Manaus. Conforme a autônoma, no banco de trás do Logan havia várias bolsas, perfumes e demais objetos, provavelmente de assaltos que foram cometidos pelos suspeitos. Até o momento, ninguém foi preso.

A família de Dannayla ainda se encontra abalada com tudo que ocorreu. A mãe da criança contou que a filha chegou a comentar que a haviam empurrado do veículo e que por causa disso ela bateu com as pernas no chão, mas estava sem ferimentos. Atualmente a menina, que é caçula de três filhos, se encontra bem e de volta aos braços da família. A polícia vai investigar o caso.

Publicidade
Publicidade