Publicidade
Manaus
SEM FERIDOS

Após avião derrapar em aterrissagem, pista do Aeroporto de Manaus é liberada

Segundo a Infraero, o aeroporto ficou recebendo apenas voos de pequeno. Ao todo, quatro voos comerciais foram cancelados 29/11/2018 às 10:33 - Atualizado em 29/11/2018 às 10:55
Show pista agora 135e8f58 a8d1 4035 a151 4703d0ad30dc
A Infraero negou que o incidente tenha relação com as obras que estão sendo realizadas na pista do aeroporto (Foto: Arquivo AC)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

A pista do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, foi liberada na madrugada desta quinta-feira (29) após ficar interditada por conta da derrapagem de um avião da empresa venezuelana Avior Airlines durante aterrissagem na tarde de ontem. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) registrou o cancelamento de quatro voos comerciais.

Por meio de nota, a Infraero informou na manhã de hoje que a pista 11/29 do Aeroporto de Manaus ficou fechada a partir das 16h18 de ontem pelo horário de Manaus. O órgão explicou que o local ficou recebendo apenas voos de pequeno porte. "As operações foram retomadas pela cabeceira 29 e com ajustes nas distâncias declaradas da pista, criando restrições operacionais para aeronaves do porte superior ao Boeing 767", apontou a empresa, em nota.

Segundo a Infraero, o aeroporto seguiu funcionando apenas com aeronaves pequenas até às 00h57 desta quinta (29), quando o avião foi retirado pela empresa aérea venezuelana e a pista voltou a receber pousos e decolagens normalmente.

Questionada pela reportagem se o incidente registrado no Aeroporto tem alguma relação com as obras que estão sendo realizadas no local, a Infraero negou. A empresa brasileira destacou que a derrapagem do avião ocorreu fora do horário de interdição e que o trecho da pista utilizada no momento da ocorrência ainda não recebe a reforma em andamento. "Não havia nenhum registro desse tipo de ocorrência desde o início dos trabalhos", completou a Infraero, no comunicado.

Voos atrasados

A Infraero disse ainda que a ocorrência não registrou feridos e causou cancelamento dos seguintes voos: Latam 3356, procedente do aeroporto de Guarulhos, alternou para Santarém (PA) e foi cancelado; O voo 3168 de partida, horário previsto 16h55min, com destino a Guarulhos (SP) também foi cancelado; além do Azul 2657, procedente de Santarém (PA) retornou para origem; e Azul 2801, procedente de Tabatinga (AM) alternou para Santarém (PA).

Mesmo não sendo informado pela Infraero, a reportagem do Portal A Crítica apurou que o voo da Gol 1740, com saída de Brasília (DF) e destino a Manaus, também foi afetado pelo incidente na pista.

Um passageiro desse voo da Gol informou que a aeronave deveria ter saído ontem, por volta das 21h, de Brasília, mas acabou sendo cancelado. Ele relatou que cerca de 160 pessoas foram encaminhadas para um hotel na cidade. "Eu cheguei no hotel aqui às 3h30. A Gol ainda não sabe que horas vai rolar esse voo hoje para substituir o que foi cancelado. Cerca de 160 pessoas vieram para um hotel em Brasília", disse o passageiro. 

Investigação

Ainda a Infraero afirmou que o fato será investigado pelo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos. A empresa também completou que "diante da complexidade da ocorrência, as ações adotadas para resolver o problema minimizaram os efeitos sobre a aviação e foram resultado de medidas adotadas pelos órgãos do setor, representantes das empresas operadoras desse aeroporto e pelo Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea, demonstrando a integração do setor". 

Publicidade
Publicidade