Publicidade
Manaus
Manaus

'Playboy' é preso em Manaus por morte de vigilante

Polícia procura por um terceiro envolvido na morte do Antônio Crisóstomo. Segundo a PC, o homicídio foi encomendado por um traficante, que está preso e que desconfiava que o vigilante havia denunciado a existência de bocas de fumo no Conjunto Viver Melhor 29/06/2015 às 16:33
Show 1
'Playboy' foi preso na última sexta-feira (26), na residência da mãe dele.
Kamyla Gomes Manaus (AM

Jefferson Renan Santos de Souza, de 19 anos, conhecido como ‘Playboy’ foi apresentado na tarde desta segunda-feira (29) pela Polícia Civil como um dos responsáveis pelo homicídio do vigilante Antônio Crisóstomo da Silva, de 52 anos. A vítima foi morta com quatro tiros no peito enquanto trabalhava, na rua Inocêncio de Araújo, bairro Educandos, Zona Sul, no dia 21 de abril deste ano.

De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) Ivo Martins, o homem foi preso na tarde da última sexta-feira (27), por volta de 14h, na residência da mãe dele localizada na rua Paes Barreto, Centro.

“Playboy é parceiro do Emerson Willian, conhecido como ‘X-salada’, que foi preso na semana passada, também envolvido no homicídio da vítima. Eles mataram Antônio Crisóstomo a mando de um traficante conhecido como ‘Tom Santos’, preso por tráfico de drogas. Tom contratou a dupla pra matar o vigilante por desconfiar que a vítima teria denunciado as bocas de fumo que ele comandava”, destacou o delegado.

Ainda conforme o delegado, a dupla é suspeita também de atuar como traficantes em outra área, mas seguem em investigação. “Eles tem envolvimento com o tráfico de drogas no Conjunto Viver Melhor e atuam com um parceiro de ter causado duas mortes no final de semana”, disse.

Investigação

A polícia pede a colaboração para localizar outro suspeito de envolvimento na morte do vigilante. Bruno, conhecido como ‘Tio Chico’, segundo as investigações, teria presenciado a ação criminosa de dentro de um carro. Caso alguém reconheça, pode ligar para os números 181 ou 3636-2874.


'Tio Chico' ainda segue foragido da Polícia. Foto: Divulgação/PC

Publicidade
Publicidade